ISTOÉ Gente

Após 44 anos, Renato Aragão deixa a Globo: “Nova etapa”

Crédito: Reprodução/Instagram

Após 44 anos, Renato Aragão deixa a Globo: “Nova etapa” (Crédito: Reprodução/Instagram)

A Rede Globo resolveu não renovar o contrato com Renato Aragão, que se encerra nesta terça-feira (30). O humorista, de 85 anos, esteve ligado à emissora por 44 anos. Em conversa com o ‘UOL’, o criador de Didi Mocó reiterou a posição de seguir em frente.

“Para mim, ampliou meus projetos. Você não sabe como eu estou gostando. É uma nova etapa. Não paro nunca, sempre trabalhando. Eu me considero meio máquina, meio humano”, disse.

Sobre os seus três maiores projetos, Renato elencou: “Primeiro, Os Trapalhões. São 20 anos de sucesso contínuo. Criei o Criança Esperança, que também foi uma maravilha. Depois a Turma do Didi. Fiz muita coisa, tive muita alegria na TV Globo, não tenho nada de ruim para falar. Estou muito feliz com ela”.

+ A saga dos Trapalhões

Sobre o fim do contrato, Renato revela que continuará trabalhando em projetos pontuais com a emissora. “Nós chegamos a um acordo. Contrato é uma coisa simbólica. Continuo trabalhando na Rede Globo por projetos pontuais e faço projetos em outras plataformas. É a oportunidade de fazer também em outro lugar”, disse.

De acordo com o UOL, esses novos projetos estão sendo discutidos com a Netflix e Amazon. “Não posso falar porque são coisas em negociação,” finalizou.

Veja também

+ Homem salva cachorro da boca de crocodilo na Flórida
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ MasterChef: Fogaça compara prato com comida de cachorro
+ Cirurgia íntima: quanto custa e como funciona
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel