Esportes

Após 3 jogos afastado, Dedé está à disposição de Rogério Ceni para duelo no Ceará

Após a derrota para o Flamengo, em pleno estádio do Mineirão, e a permanência na zona de rebaixamento, o Cruzeiro se prepara para dois jogos fora de Belo Horizonte: nesta quarta-feira, diante do Ceará, e na próxima segunda, frente ao Goiás. O técnico Rogério Ceni poderá contar com o retorno do zagueiro Dedé, recuperado de lesão no tornozelo direito.

“Estou feliz por poder estar à disposição. Este momento está sendo complicado para a gente. Nossa cabeça fica muito cheia porque a gente já pensa logo no próximo adversário para tentar uma vitória e sair logo dessa situação. Em momentos assim precisamos ter muita calma, sabedoria e inteligência para fazer esses tipos de jogos. Todos sabem da importância. O que acho é que nosso time está esquecendo é da qualidade que temos, de como já jogamos e o que temos para mostrar mais ainda”, disse o jogador, que está no clube mineiro desde 2013.

Dedé se machucou no segundo jogo das semifinais da Copa do Brasil contra o Internacional, no último dia 4, e ficou fora também de três jogos pelo Brasileirão contra Grêmio, Palmeiras e Flamengo. O defensor aponta para uma recuperação imediata da equipe. “Temos que começar a vencer, não tem outra saída. Nosso time tem que brigar pela vitória neste jogo (contra o Ceará) que será muito difícil. Mas, temos condições de vencer. São adversários que estão acima da gente, mas próximos. A tabela está muito apertada naquela parte. Mas é o momento de darmos essa reviravolta”.

Um dos líderes da equipe, o zagueiro de 31 anos cobriu postura diferente do grupo nos próximos jogos. “Acho que é o momento em que a gente tem que sair dessa situação. Jogar de igual para igual. Temos de saber jogar partidas assim nessa parte da tabela, temos que nos doar um pouco mais. É decisão a todo momento. Nesse elenco tem grandes jogadores, campeões, não apenas em competições de mata-mata, mas também em pontos corridos”, disse.

Dedé aposta na recuperação da equipe. “Gradativamente, a gente vai sair dessa situação. Sei que podemos melhorar. É isso que nós, experientes, temos que passar para os mais novos. É ruim ser vaiado. Todo jogador fica mal quando a torcida está triste com ele”, afirmou o zagueiro.

O Cruzeiro é apenas o 18.º colocado no Brasileirão, com 18 pontos – são quatro vitórias, seis empates e 10 derrotas. O duelo contra o Ceará, nesta quarta-feira, na Arena Castelão, em Fortaleza, será às 19h30.