Geral

Após 19 dias no hospital, morre sogro de homem que matou esposa grávida e sogra

Crédito: Reprodução/Instagram

O sogro do tabelião e empresário de criptomoedas Ricardo Pinheiro Jucá Vasconcelos, suspeito de ter assassinado a mulher, grávida de seis meses, e a sogra, no último dia 13 de agosto, em Cônego, Nova Friburgo (RJ), morreu na quarta-feira (1º), na CTI do Hospital . As informações são do UOL.

Wellington Braga de Mello, de 75 anos, havia sido atingido por dois tiros disparados pelo genro, mas conseguiu pedir ajuda e estava internado no hospital desde o dia do crime, mas não resistiu aos ferimentos.

Ricardo está preso no Hospital Penal Psiquiátrico Roberto Medeiros desde o dia 20 de agosto, mas possui ordem de transferência autorizada para o presídio de Bangu, depois que a Justiça julgou não haver elementos nos autos de que ele possua perturbação mental, como foi alegado por ele, que disse “estar em surto” quando foi preso.

O suspeito, que agora responderá pelo feminicídio da mulher grávida e pelo homicídio dos sogros, alegou depressão, ansiedade, crise de pânico e demais transtornos mentais no dia da audiência de custódia.


Saiba mais
+ Morre a atriz Noemi Gerbelli, a diretora Olívia da novela 'Carrossel', aos 68 anos
+ Modelo brasileiro se casa com nove mulheres e vira notícia internacional
+ Horóscopo: confira a previsão de hoje para seu signo
+ Receita simples e rápida de asinhas de frango com molho picante
+ Conheça o suco que aumenta a longevidade e reduz o colesterol
+ CNH: veja o que você precisa saber para a solicitação e renovação
+ Vídeo de jacaré surfando em Floripa viraliza na internet
+ Veja quais foram os carros mais roubados em SP em 2021
+ Expedição identifica lula gigante responsável por naufrágio de navio em 2011
+ Tudo o que você precisa saber antes de comprar uma panela elétrica
+ Descoberto na Armênia aqueduto mais oriental do Império Romano
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais