Geral

Apartamento usado como ‘cofre do crime’ guardava R$ 2,7 milhões em dinheiro vivo

Crédito: Reprodução/EPTV

A Polícia Civil informou nesta quinta-feira (01), que chega a R$ 2.703.500,00 a quantia em dinheiro vivo apreendida em um apartamento em Ribeirão Preto, em São Paulo.

De acordo com Cézar Augusto de França, delegado titular da Delegacia de Investigações Gerais (DIG), o valor apreendido será depositado em uma conta judicial.


Segundo Cézar, o imóvel era usado como uma espécie de cofre do crime. Dois mandados de busca e apreensão expedidos pela Justiça foram cumpridos no endereço após o setor de inteligência identificar dois suspeitos de envolvimento com o tráfico de drogas.

Conforme apurado pelo G1, agentes estiveram no local nesta quinta-feira e foi preciso arrombar o apartamento. Um dos cômodos guardava o dinheiro dividido em malas, sacolas e bolsas. Nenhum suspeito estava na residência na hora da operação.

“Pelo serviço de inteligência, é dinheiro oriundo de crime. Por ser notas diversas, com certeza é tráfico de drogas. Agora daremos sequência às investigações”, explicou França.

No local, as autoridades ainda apreenderam um telefone via satélite, celulares, rádios comunicadores e até pneus de avião. Os suspeitos são investigados por organização criminosa e lavagem de dinheiro.