Geral

AP: Empresária é morta por namorado policial; família faz ato pedindo justiça

Crédito: Arquivo pessoal

A família da empresária Ana Kátia Silva, de 46 anos, fez um ato contra o feminicídio no domingo (12) e pediu justiça no caso da morte dela, em Macapá (AP). A empresária foi morta no último dia 8 com um disparo feito pelo namorado dela, o policial Leandro Freitas, de 29 anos. As informações são do G1.

Por meio das redes sociais, os familiares pediram para os moradores da cidade colocarem uma faixa branca em frente as casas. A sede da Assembleia Legislativa do Amapá (Alap) também participou do ato.

De acordo com a família, Ana Katia foi baleada na madrugada de quarta-feira, durante uma festa de aniversário. O policial civil foi preso em flagrante e apresentado na Delegacia de Crimes Contra a Mulher (DCCM). Segundo a polícia, ele estava baleado no ombro e o caso foi registrado como feminicídio.

Na sexta-feira (10), a prisão em flagrante foi convertida em preventiva pela Justiça. A arma do crime foi apreendida. A polícia já sabe que o policial estava com a arma de fogo e consumindo bebida alcoólica desde a tarde de terça-feira (7), em outra festa.

Segundo familiares dela, o casal tinha uma breve relação amorosa. No depoimento, o acusado não falou que era namorado de Katia, mas declarou que a conheceu recentemente. Freitas afirmou ainda que não lembrava de ter atirado e nem como foi baleado. A polícia investiga o caso.

+ Consulado chinês nos EUA é fechado e provoca nova crise
+ As 10 picapes diesel mais econômicas do Brasil

Veja também

+ Funcionário do Burger King é morto por causa de demora em pedido

+ Seu cabelo revela o que você come (e seu nível socioeconômico)

+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados

+ Governo estuda estender socorro até o fim de 2020

+ Bolsonaro veta indenização a profissionais de saúde incapacitados pela covid-19

+ Nascidos em maio recebem a 4ª parcela do auxílio na quarta-feira (05)

+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?