Esportes

Aos 36 anos, atacante Dagoberto anuncia sua aposentadoria do futebol

Crédito: Reprodução/Instagram

Pentacampeão do Campeonato Brasileiro, o atacante Dagoberto anunciou nesta terça-feira sua aposentadoria dos gramados. O jogador de 36 anos estava no Londrina e vinha lidando com contusões que acabaram antecipando sua decisão de pendurar as chuteiras ao final da temporada.

O jogador gravou um vídeo para os torcedores em sua conta no Instagram. “Galera, tudo tem seu tempo. Tempo de plantar e colher. Tempo de começar… Um sonho que eu tinha lá atrás de ser jogador… e hoje está se encerrando isso. É com muita alegria que tudo foi vivido, que foi intensamente feito. Errando, acertando, mas, enfim, sempre buscando fazer o melhor”, afirmou Dagoberto.

Ele fez questão de agradecer aos fãs. “Obrigado a todos pelo carinho de sempre. O corpo já está pedindo descanso, e é isso que iremos fazer. Atualizo vocês mais para frente, mas em um princípio é isso. Só tenho de agradecer e viver a vida com alegria, em paz, com amor. Esse é o caminho sempre”, continuou.

Dagoberto havia sofrido uma lesão muscular em agosto e ela prejudicava a movimentação do quadril e do joelho. Apesar de o Londrina contar com seu retorno possivelmente para o próximo duelo pela Série B do Campeonato Brasileiro, o jogador optou por encerrar a carreira após um ano que disputou apenas oito partidas, com três gols, sendo oito pela Série B e três na Copa do Brasil.

O retrospecto é bem abaixo ao do ano passado, quando ele foi o artilheiro da Série B com 17 gols em 19 partidas disputadas, uma média excelente. Apesar de ter mantido a fama de goleador, Dagoberto acabou perdendo espaço em 2019 e teve poucas atuações. O momento de baixa, aliado às lesões, fez o jogador repensar sua aposentadoria.

O atacante ganhou cinco vezes o Campeonato Brasileiro. Foi campeão pelo Athletico-PR em 2001, pelo São Paulo em 2007 e 2008, e pelo Cruzeiro em 2013 e 2014. Vestiu ainda as camisas de Internacional, Vasco e Vitória, sempre conquistando títulos, e atuou pelo San Francisco Deltas, dos Estados Unidos. Na seleção brasileira, foi convocado algumas vezes para as equipes de base.