Esportes

Ao L!, Sergio Maurício acredita em favoritismo de Hamilton e prevê temporada histórica da F1

Em entrevista exclusiva ao LANCE!, narrador do SporTV vê favoritismo do britânico, que pode igualar recorde de Schumacher e se tornar o maior campeão da história

Ao L!, Sergio Maurício acredita em favoritismo de Hamilton e prevê temporada histórica da F1

Subiu a bandeira e foi dada a largada! A temporada 2020 da Fórmula 1 começa neste domingo, às 10h (de Brasília), com o GP da Áustria. Atual campeão, Lewis Hamilton defende a coroa pelo quarto ano consecutivo e busca o sétimo título da carreira, e tem a oportunidade de igualar o recorde de Michael Schumacher, o maior vencedor da história.

Entretanto, o britânico recordista de pole positions não largará na frente no GP da Áustria. Hamilton, da Mercedes, teve o segundo melhor tempo dos treinos e ficou atrás do companheiro de equipe Valtteri Bottas, deixando mais evidente a superioridade da construtora. O finlandês, que também bateu recorde da pista, repetiu o feito de 2017 e 2018, quando conquistou a pole.

Apesar da superioridade da Mercedes nos últimos anos, a equipe não triunfou no GP da Áustria nas últimas duas temporadas. Max Verstappen, da Red Bull, foi o vencedor em 2018 e 2019, e largará em terceiro lugar no grid. O holandês é o único entre os pilotos do top-10 que vai largar com pneu médios. Ao L!, o narrador Sérgio Maurício, do SporTV, apostou suas fichas no tricampeão.

– Os carros da RBR, tradicionalmente, não costumam brigar pela pole. A Áustria tem seu grande prêmio na sede da RBR, então, como se costuma falar no jargão do futebol, ela vai estar jogando em casa, usando sua garagem, na sua pista. O Verstappen fez bonito nas duas últimas provas por lá. Quem sabe este ano não pinte uma pole? Mas para mim, o favorito para esta corrida e para o ano é o Lewis Hamilton – afirmou.

+ Menina engasga ao comer máscara dentro de nugget do McDonald’s

Em virtude da pandemia do novo coronavírus, a temporada 2020 da Fórmula 1 será diferente. A FIA (Federação Internacional de Automobilismo) confirmou, por enquanto, somente oito etapas do calendário. A expectativa, no entanto, é que entre 15 e 18 provas sejam realizadas. Apesar das dúvidas, Sérgio Maurício aposta numa edição histórica e que o vencedor será um marco.

– O campeão deste ano vai ser histórico. Será o vencedor no ano da pandemia, que foi um marco em nossas vidas. Tudo foi diferente. Se for o Hamilton, será mais histórico ainda, pois ele vai igualar o número de títulos do Schumacher. E ainda pode igualar o número de vitórias. Para ele, é uma temporada importantíssima – disse o narrador, que exaltou a postura do piloto fora das pistas com apoio as causas sociais.

– Mais ainda por ser um ano marcado por tantas demonstrações sociais que ele deu. Fez com que a Fórmula 1 se voltasse para a causa do combate ao racismo. A própria equipe dele, pintando o carro de preto, mostra que é engajada também. Ele é um grande embaixador do esporte, por tudo o que já fez. É o primeiro negro a ganhar na categoria. Você tem uma série de elementos que fazem, mesmo com este calendário curto, que o campeão seja especial, mesmo que não seja o Hamilton. Em uma temporada repleta de situações incomuns, este campeão ficará marcado – completou.

Sergio Maurício

Sérgio Maurício é narrador do SporTV (Foto: Reprodução)

Em 2019, Charles Leclerc, da Ferrari, foi a grande surpresa do campeonato com sete pole positions e duas vitórias. O monegasco assumiu a condição de piloto titular da equipe no começo da temporada, se tornou o “queridinho” e roubou os holofotes do tetracampeão Sebastian Vettel. Apesar do calendário curto, no entanto, Sérgio Maurício não acredita em “zebras”.

– Não acredito em zebras em competições inteiras em nenhum esporte. Na Fórmula 1, podemos considerar um resultado surpreendente em um dia de chuva, como foi aquela do Ayrton Senna em 1984, com a Toleman, em Mônaco. Mas ele foi zebra para quem não o conhecia. Sabíamos que, na hora em que chovesse, os carros se igualariam e ele iria sobressair. A categoria nunca teve uma zebra vencendo um campeonato. Sempre foi o melhor piloto, com o melhor ou o segundo melhor equipamento – disse o narrador que apontou Lewis Hamilton novamente como o favorito.

– A minha expectativa é a mesma de 2019, que a Mercedes seja o carro dominante. O favorito continua sendo o Lewis Hamilton. O Charles Leclerc já não é uma surpresa, mostrou que é um dos melhores. O Alexander Albon pode ser esse cara que vai chamar atenção, uma vez que ele tem um carro muito bom na mão – finalizou.

Charles Leclerc (Ferrari) Abu Dhabi F1 2019

Charles Leclerc foi um dos destaques de 2019 (Foto: AFP)

*Estagiário sob supervisão de Tadeu Rocha

Veja também

+ Avaliação: Chevrolet S10 2021 evoluiu mais do que parece

+ Jack Daniel’s com maçã começa a ser vendido no Brasil

+ No Twitter, aparecem fotos do navio que transportou nitrato de amônio para Beirute

+ Grosseria de jurados do MasterChef Brasil é alvo de críticas

+ Gésio Amadeu, o Chefe Chico de Chiquititas, morre após contrair Covid-19

+ Funcionário do Burger King é morto por causa de demora em pedido

+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados

+ Governo estuda estender socorro até o fim de 2020

+ Bolsonaro veta indenização a profissionais de saúde incapacitados pela covid-19

+ Nascidos em maio recebem a 4ª parcela do auxílio na quarta-feira (05)

+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?