Geral

Comitê internacional pede que Anvisa retome testes da Coronavac

Comitê internacional pede que Anvisa retome testes da Coronavac

Mulher participa de teste clínico da vacina desenvolvida pela Moderna, baseada na técnica RNA mensageiro assim como a Pfizer, em 5 de agosto de 2020, em Detroit, Michigan - Henry Ford Health System/AFP

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) informou que recebeu às 16h41 desta terça-feira, 10, o relatório do Comitê Internacional Independente do estudo da Coronavac necessário para que a agência retome os testes da vacina desenvolvida pela farmacêutica chinesa Sinovac em parceria com o Instituto Butantan.

O comitê é formado por especialistas de fora do Brasil e tem como função analisar dados de eficácia e segurança do estudo. A Anvisa afirmou mais cedo que apenas com o parecer do grupo seria possível tomar uma decisão sobre a continuidade ou não dos testes.

Isso porque somente as informações prestadas pelo patrocinador (Butantan) e investigadores do estudo não são suficientes. De acordo com a agência, como eles são parte interessada da pesquisa, os dados apresentados podem apresentar algum viés e precisam ser ratificados por cientistas independentes.

De acordo com a Anvisa, o documento encontra-se sob análise do grupo interno da instituição. Embora o órgão não tenha informado prazo para que seja divulgada uma decisão, a expectativa internamente é que ela saia nos próximos dias. “Este grupo acompanha e faz todas as análises do desenvolvimento de protocolos vacinais, sob a liderança da Gerência Geral de Medicamentos”, afirmou a agência.

O Estadão apurou que o Instituto Butantan convocou os especialistas do comitê independente às pressas nesta terça para que esse relatório fosse finalizado o mais rápido possível diante do impasse criado em torno dos testes da Coronavac. As fontes do instituto informaram que o documento ratifica a informação prestada pelo Butantan de que o evento adverso não tem relação com o imunizante. Segundo a Polícia Civil, a causa provável da morte do voluntário é suicídio.


+ Grávida do quinto filho, influenciadora morre aos 36 anos
+ Após assassinar a esposa, marido usou cartão da vítima para fazer compras e viajar com amante

A Anvisa suspendeu a pesquisa na noite de segunda, 9, alegando não ter recebido informações suficientes para descartar a relação do evento adverso com a vacina. Já o Butantan disse que enviou os dados no dia 6 para a agência e reclamou do fato de não ter sido procurado para prestar mais esclarecimentos antes da suspensão.

Veja também

+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Jovem morre após queda de 50 metros durante prática de Slackline Highline
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Ticiane Pinheiro posa de maiô decotado e internautas suspeitam de gravidez
+ Denise Dias faz seguro do bumbum: “Meu patrimônio”
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel