Geral

Anvisa/Mendes: após informações podemos eventualmente retomar testes de vacina –


A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) condicionou a continuidade dos testes da vacina Coronavac contra a covid-19 à confirmação sobre a segurança do produto. O órgão suspendeu na segunda-feira, 9, o desenvolvimento do imunizante, produzido pelo Instituto Butantã em parceria com um laboratório chinês.

A Anvisa evitou estabelecer um prazo para reavaliar a decisão. De acordo com o gerente-geral de Medicamentos e Produtos Biológicos da agência, Gustavo Mendes, é preciso confirmar que não há causalidade entre a vacina e “o evento adverso grave não esperado” verificado em um voluntário dos testes. Conforme apuração do Estadão, suicídio foi a causa provável da morte do voluntário.

A Anvisa alegou que, ao informar um evento grave nos testes, o Instituto Butantã enviou informações incompletas sobre a ocorrência e que, diante de um evento grave não esperado, o protocolo técnico correto é suspender os trabalhos até o detalhamento dos dados. “Tão logo as informações sejam canalizadas corretamente, elas serão analisadas”, disse o presidente da Anvisa, Antonio Barra Torres. O diretor reforçou compromisso da agência com o desenvolvimento das vacinas testadas atualmente.

Veja também
+ Deputado dos EUA sugere mudar órbita da Lua para combater aquecimento
+ Com novas tattoos no rosto, Whindersson preocupa os fãs: ‘olhar triste’
+ Ex-parceiro de Cristiano Araújo é encontrado morto
+ Policial militar mata a tiros quatro pessoas em pizzaria de Porto Alegre
+ Sérgio Mallandro diz que atrapalhou sexo de Xuxa com Ayrton Senna
+ Mano Brown se irrita com possível acerto do Santos com volante do Corinthians: ‘Tá tirando’
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Após processar nora, mãe de Medina a acusa de ter destruído sua casa; veja fotos
+ Conheça a eficácia de cada vacina no combate à Covid-19
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Fondue de chocolate com frutas fácil de fazer
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago