Esportes

Antes ‘copeiro’, Felipão sofre a quinta eliminação em retorno ao Palmeiras

Dono de duas Copas Libertadores, três Copas do Brasil, uma Copa Mercosul e pentacampeão mundial em 2002 com a seleção brasileira. As conquistas que fizeram Felipão ser conhecido como técnico “copeiro” nas últimas décadas estão longe de se repetir em sua terceira passagem pelo Palmeiras. Contratado em 2018, o treinador acumula cinco eliminações em torneios mata-mata. Sua grande conquista neste período foi o Campeonato Brasileiro do ano passado, mas que é disputado no sistema de pontos corridos.

COPA LIBERTADORES 2019 – Palmeiras 1 x 2 Grêmio

A virada por 2 a 1 que resultou na desclassificação para o Grêmio da Libertadores de 2019 foi apenas mais um duro golpe sofrido por Luiz Felipe Scolari e sua volta ao Brasil. Depois de ganhar a partida de ida em Porto Alegre, por 1 a 0, e chegar a abrir 1 a 0 no estádio do Pacaembu, em São Paulo, o time alviverde acabou levando dois gols em apenas quatro minutos.

Após o fim da partida, o treinador rebateu aqueles que acusam o Palmeiras de não “jogar bonito”. “Temos qualidade, estamos colocando em jogo e ela tem aparecido. Não conseguimos concluir. Não é só a qualidade, às vezes é a chance final que não aproveitamos. Eu não concordo com algumas situações, mas não discordo. O Palmeiras joga bonito, tem resultado. Hoje (terça-feira) foi razoável. Cada um faz a sua ideia de jogo, não vou discutir com vocês”.

COPA DO BRASIL 2019 – Internacional 1 x 0 Palmeiras

No último mês, a queda foi para outra equipe gaúcha. O Palmeiras visitou o Internacional com a vantagem de ter vencido o primeiro confronto por 1 a 0. No estádio Beira-Rio, em Porto Alegre, no entanto, os colorados conseguiram vencer pelo mesmo marcador e conquistaram a vaga nas cobranças de pênalti.

Naquela oportunidade, Felipão minimizou o resultado dizendo que “ninguém morreu”. A frase acabou gerando indignação por parte dos torcedores: “Ninguém morreu. Uns perdem, outros ganham. Não tem que ficar crucificando A ou B. Temos que jogar futebol com a mesma qualidade que nós temos. Em determinados momentos, alguém pode ser superior. Agora vamos conversar e pronto”.

PAULISTÃO 2019 – Palmeiras 0 x 0 São Paulo

Mesmo sendo tratado pela diretoria e por parte de sua torcida como “Paulistinha”, por conta da suposta interferência externa na final de 2018 contra o Corinthians, a eliminação do campeonato estadual gerou a primeira crise do time alviverde na atual temporada. Depois de 0 a 0 contra o São Paulo no Morumbi e depois no Allianz Parque, Tiago Volpi brilhou nos pênaltis e colocou o São Paulo na decisão.

COPA LIBERTADORES 2018 – Palmeiras 2 x 2 Boca Juniors

Pressionado pela derrota por 2 a 0 na Argentina, o Palmeiras entrou em campo precisando de um placar histórico para se manter vivo no torneio. Apesar do 2 a 2 e da desclassificação, o clube saiu aplaudido do estádio Allianz Parque pela entrega em campo. E assim como acontece hoje em dia, um problema enfrentado pelo clube na época era a dificuldade de reverter resultados quando está atrás no placar. “Quando saímos atrás, os jogadores começam a pensar que precisamos fazer quatro. A situação fica muito mais difícil para quem joga, para quem dirige”, analisou.

COPA DO BRASIL 2018 – Cruzeiro 1 x 1 Palmeiras

A primeira queda de Felipão no comando do Palmeiras foi para o Cruzeiro. O empate por 1 a 1 no estádio do Mineirão, em Belo Horizonte, não foi suficiente por conta da derrota por 1 a 0 no Allianz Parque. Os dois gols do rival foram justamente marcados por um antigo goleador alviverde: o argentino Hernán Barcos

Como o time brigava pelo título do Brasileirão e ainda estava vivo na Libertadores, o treinador minimizou o resultado e defendeu o clube. “Não devo cobrar minha equipe por nada, não criamos muitas oportunidades porque o Cruzeiro não deixa. O Cruzeiro também não criou muito, porque tivemos uma marcação forte. Nós fizemos gol no escanteio, eles com o Barcos. Eu estou bem satisfeito com a determinação, vontade da equipe”.