Esporte

Antalyaspor suspende Eto’o após acusações de racismo


O atacante camaronês Samuel Eto’o foi suspenso até nova ordem por sua equipe, o Antalyaspor turco, após o jogador acusar o presidente do clube de racismo nas redes sociais, anunciou o clube em comunicado divulgado nesta quarta-feira.

O ex-jogador da seleção de Camarões criticou o presidente do clube, Ali Safak Ozturk, no Instagram, no qual escreveu nesta terça-feira: “Aviso, talvez algumas pessoas não me respeitam por ser negro”.

“Mas não vou me rebaixar ao nível que sofri. Estou nesse jogo desde os 18 anos de idade”, continuou o jogador, que ilustra a mensagem com a lista de suas conquistas.

Eto’o não acusa ninguém individualmente. Diante da polêmica criada, postou outra mensagem formando um coração com as mãos diante do escudo do clube, afirmando que as palavras não foram direcionadas ao presidente.

Contudo, a imprensa e os torcedores consideram que a acusação foi uma resposta de Eto’o às críticas do presidente pelas últimas atuações do jogador. “Nenhum jogador está acima dos interesses do Antalyaspor. Cada um precisa estar consciente de sua posição”, declarou o dirigente.

O ex-atacante do Barcelona, da Inter de Milão e do Chelsea tem visto o nome cogitado para reforçar outro clube da Turquia, o Besiktas. As tensões com o Antalyaspor também aumentaram devido ao início ruim de temporada, na qual o clube soma apenas um ponto em quatro jogos.

sjw/raz/lp/pel/iga/dr/am





Tópicos

CMR fbl TUR