Economia

ANP registra até agora 6.040 petroleiros contaminados pela covid-19


A Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) registrou 6.040 casos de contaminação de covid-19 entre trabalhadores das atividades de exploração e produção de petróleo e gás natural. Deste total, 4.283 trabalham ou estiveram embarcados, em algum momento, em unidades marítimas de perfuração e produção. Os dados foram atualizados no fim da terça-feira, 29.

Já o número de mortes permanece o mesmo há quase dois meses. Até agora, 12 trabalhadores morreram contaminados pelo coronavírus.

O último óbito aconteceu no dia 8 de maio. O empregado de uma plataforma, de empresa não identificada pela ANP, recebeu o resultado positivo do teste de contaminação no dia 23 de abril, antes de embarcar. Ele ficou internado em UTI por 14 dias.

A agência informou que as petrolíferas estão diminuindo ao mínimo o número de pessoas a bordo em suas embarcações, para reduzir a exposição dos trabalhadores à doença. Além disso, estão adotando procedimentos de contingência para manutenção das operações.

“Já os procedimentos de quarentena pré-embarque, bem como as alterações na escala de revezamento de pessoal embarcado, vêm sendo fiscalizadas pela Anvisa e pela Secretaria do Trabalho, com o acompanhamento do Ministério Público do Trabalho”, afirmou a ANP, em nota.

Veja também
+ Corpo de jovem desaparecido é encontrado em caçamba de lixo
+ Corpo de Gabby Petito é encontrado, diz site; legista afirma que foi homicídio
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Vídeo: família é flagrada colocando cabelo na comida para não pagar a conta
+ Tudo o que você precisa saber antes de comprar uma panela elétrica
+ Instituto Gabriel Medina fecha portas em Maresias
+ Theo Becker comemora saída de Sônia Abrão da RedeTV!
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Passageira agride e arranca dois dentes de aeromoça
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio