Mundo

Angola suspeita que Isabel dos Santos investiu em Portugal dinheiro sujo

Angola suspeita que Isabel dos Santos investiu em Portugal dinheiro sujo

(Arquivo) Isabel dos Santos é a mulher mais rica da África - PUBLICO/AFP/Arquivos

A Justiça de Angola suspeita de que a bilionária Isabel dos Santos tenha investido ilegalmente dinheiro sujo em seu país, indicou nesta sexta-feira em Lisboa o procurador-geral angolano, Helder Pitta Gros.

“Angola acredita que o dinheiro usado nos negócios de Isabel dos Santos em Portugal saliu de Angola ilegalmente”, declarou o procurador, em uma entrevista com a televisão pública portuguesa RTP.

Três dias após as revelações do “Luanda Leaks” sobre a origem da sua fortuna, a filha do ex-presidente José Eduardo dos Santos foi formalmente acusada pela justiça angolana na quarta-feira, juntamente com outras quatro pessoas, de fraude, peculato e lavagem de dinheiro.

Um dos suspeitos, Nuno Ribeiro da Cunha, banqueiro português de 45 anos que trabalhava diretamente com Dos Santos no banco português EuroBic, foi encontrado morto na mesma noite em sua casa em Lisboa. A polícia suspeita que ele tenha se matado.

Angola pediu a cooperação das autoridades portuguesas para poder interrogar os suspeitos que vivem em Portugal, disse Pitta Gros, que chegou a Lisboa na quinta-feira para se encontrar com sua colega Lucilia Gabo.

A bilionária, que investiu uma parte significativo de sua fortuna em Portugal, decidiu desde quarta-feira vender suas ações no banco português EuroBic, que ela teria usado para transferir fundos de origem duvidosa.

Na sexta-feira, a empresa industrial Efacec Power Solutions, controlada por Dos Santos desde 2015, anunciou que queria deixar seu capital “definitivamente”.