Economia

Aneel vai monitorar redes sociais para identificar ‘influenciadores e detratores’

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), órgão do governo que fiscaliza o setor elétrico, decidiu contratar uma empresa especializada para monitorar as redes sociais. O processo de contratação será tocado por uma equipe interna da agência. A licitação ainda não aconteceu.

Uma das justificativas apontadas pela Aneel para contratar o serviço são as “fontes influenciadoras e detratoras” da agência.

Serão monitoradas “redes sociais, próprias ou não”, além de elaborar “estratégias de comunicação para a atuação da Aneel nessas mídias”.

“Com um serviço de monitoramento, será possível identificar com mais precisão: o perfil do público e seu comportamento, a repercussão de cada postagem (atualmente dispomos apenas de dados quantitativos, e não qualitativos) e a identificação dos temas que devem ser melhor trabalhados”, afirma a agência.

O plano da agência é que o serviço seja contratado e iniciado em dezembro. O monitoramento será feito diariamente, por meio de um contrato com faturamento mensal, pelo período de 12 meses, prorrogável até o limite de 60 meses.