Economia

Aneel aprova reajuste médio de 4,23% nas tarifas da Enel São Paulo

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) aprovou um reajuste médio de 4,23% nas tarifas da Enel São Paulo, antiga Eletropaulo. Para consumidores conectados à alta tensão, o aumento será de 6%, e para a baixa tensão, a alta será de 3,58%.

As novas tarifas vigoram a partir de sábado, 4 de julho.

A Enel São Paulo atende a 7 milhões unidades consumidoras na capital paulista e 23 municípios da Região Metropolitana de São Paulo.

O reajuste tarifário da Enel São Paulo foi reduzido em razão da adesão da concessionária à operação de socorro ao setor elétrico, conhecida como conta-covid.

A relatora, diretora Elisa Bastos Silva, destacou que, caso não houvesse essa ajuda, o aumento médio nas tarifas da empresa seria de 12,22%. “Com isso conseguimos aliviar grande parte do reajuste para os consumidores”, afirmou.

Veja também

+ Neto de Elvis Presley é encontrado morto, diz site
+ Gafanhotos: cidade na Bahia enfrenta invasão de insetos
+ Usado: Toyota Corolla é carro para ficar longe da oficina
+ Cientistas localizam o centro do Sistema Solar — e advinhem, não é o Sol
+ Filho de David Beckham fica noivo de atriz filha de bilionário
+ Royal Enfield Interceptor 650 a moto mais vendida no Reino Unido
+ A “primavera das bikes” pós-pandemia vai chegar ao Brasil?
+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Saiba em quais lugares o contágio pelo novo coronavírus pode ser maior