Esportes

Andressinha celebra primeira chance com Pia na seleção: ‘Aprendendo a cada dia’

A disputa do Torneio Internacional de Yongchuan, em Chongqing, na China, marca um novo momento na trajetória de Andressinha na seleção brasileira. Atrapalhada por uma lesão sofrida no Portland Thorns, problema que a afastou dos gramados por quase dois meses, ela ainda não havia sido convocada desde a participação no Mundial da França e nem ficado em contato mais direto com a técnica Pia Sundhage.

Lembrada para a competição amistosa nos últimos dias, recebeu a sua primeira chance com a treinadora na quinta-feira, quando substituiu Debinhha no intervalo da goleada por 4 a 0 sobre o Canadá, resultado que classificou a seleção para a decisão da competição amistosa. E fez um balanço positivo das suas primeiras impressões sobre a treinadora.

“Estou feliz por ter estreado com a Pia, seguindo essa nova filosofia. Estamos aprendendo a cada dia, e esperamos seguir esse caminho que iremos muito longe. Os técnicos estrangeiros têm um estilo um pouco diferente em algumas coisas, eu acho muito legal porque ela não quer que a gente deixe de jogar o futebol brasileiro, mas sempre trazendo a questão da organização tática e de defender bem”, disse Andressinha, em declarações reproduzidas pelo site oficial da CBF.

Fora dos quatro primeiros compromissos da seleção sob o comando de Pia, a meia, agora livre de lesão no ligamento colateral medial do joelho direito, espera conquistar o seu espaço aos poucos com a treinadora, até a disputa da Olimpíada de Tóquio, próximo grande objetivo da equipe nacional.

“Fiquei um tempinho sem estar presente nas convocações, quero sempre estar aqui. Estou muito feliz por estar de volta e por ter jogado ontem. Agora é só alegria, quero continuar fazendo um bom trabalho para fazer parte do grupo”, afirmou.

A próxima chance para Andresssinha pode surgir no domingo, quando a seleção voltará a campo no domingo, às 8h45 (horário de Brasília), para enfrentar a China, na decisão do torneio amistoso.