Ediçao Da Semana

Nº 2741 - 05/08/22 Leia mais

A sensação de que a Seleção olímpica sabe quais são os caminhos para serem ajustados até o duelo com a Alemanha move o trabalho de André Jardine. Em entrevista divulgada nesta quinta-feira na CBF TV o comandante apontou quais lições ficaram em meio à goleada por 5 a 2 sobre os Emirados Árabes, na Sérvia.

> ATUAÇÕES: Veja quem jogou bem na goleada sobre os Emirados Árabes

– Foi importante, batemos muito na necessidade de um amistoso porque têm muitos jogadores vindo das férias. Para metade do time era o primeiro jogo da temporada – disse.

> Veja quem o Brasil encara nos Jogos Olímpicos

Em seguida, Jardine apontou que a falta de uma sequência de jogos afetou a Seleção em alguns momentos.

– Um pouco dos gols perdidos foi pela falta de ritmo, os gols sofridos também, a defesa precisava de um “timing”, de um nível melhor. O amistoso acaba nos colocando um passo à frente do nível que estamos hoje – afirmou.

Aos seus olhos, a Seleção olímpica ainda tem outros aspectos para serem aprimorados.

– Com os treinamentos, para fazermos algumas correções, o acréscimo de alguns jogadores, vamos entrar em um nível melhor – e frisou:

– E, com certeza, temos de crescer na competição para poder ambicionar a medalha – completou.

A Seleção teve nesta quinta-feira as apresentações de Douglas Luiz e Richarlison. Ainda falta a chegada do atacante Malcom.

André jardine ainda pontuou o que chamou sua atenção na equipe que disputou o confronto.

– Bastante disposição, capacidade de criar chances, em momento nenhum paramos de competir, nosso potencial do banco. Algumas coisas boas e algumas que a gente tem de corrigir – declarou.

A Seleção Brasileira embarca para Tóquio às 22h (de Brasília) em voo fretado. A previsão de chegada na capital japonesa é às 10h15 desta sexta-feira (horário de Brasília). O time de André Jardine faz sua estreia nos Jogos Olímpicos no dia 22, às 8h30 (de Brasília) diante da Alemanha, pelo Grupo D.