ISTOÉ Gente

Ana Maria Braga revela teste falso-positivo de Covid-19 de Louro José

Crédito: Reprodução/Instagram

Ana Maria Braga e Louro José são companheiros inseparáveis (Crédito: Reprodução/Instagram)

Ana Maria Braga marcou presença novamente no programa ‘Encontro’, da TV Globo, comandado por Fátima Bernardes. A apresentadora falou sobre Tom Veiga, intérprete do papagaio Louro José, tranquilizando os fãs. Na semana passada, Veiga afirmou que estava com a Covid-19.

“Oi, meu lindão! Como vai? Tudo bem?”, questionou Ana, tendo a explicação de Tom. “Foi alarme falso. Está tudo bem! Fiz um exame, deu positivo. Mas não deu tempo nem de eu fazer o outro. Aí fiz outros dois que deram negativo”, justificou ele.

Na sequência, Ana comentou sobre o exame feito por Tom: “Ele fez aquele PCR que colhe material pelo nariz e pela garganta. Foi um susto, mas fica o alerta, não pode se descuidar”.

Tom chegou a fazer um post no Instagram mostrando que estava usando um oxímetro, aprelho que monitora a quantidade de oxigênio transportado pelo corpo.

A Quem informa ter apurado que Tom realizou o teste express da Covid-19, que deu resultado positivo. Ele estava sentindo alguns sintomas do novo coronavírus, como cansaço e falta de paladar.

Veja também

+ Confira 4 dicas para descobrir se o mel é falsificado

+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"

+ MG: Pastor é preso por crime sexual e alega que caiu em tentação

+ Teve o auxílio emergencial negado? Siga 3 passos para contestar no Dataprev

+ Caixa substitui pausa no financiamento imobiliário por desconto de até 50% na parcela

+ Telefone de jornalista argentino roubado ao vivo em Buenos Aires

+ Márcia Bonde divulga vídeo e deixa fãs sem fôlego

+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel

+Vídeo mostra puma perseguindo um corredor em trilha nos EUA

+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago

+ 12 razões que podem fazer você menstruar duas vezes no mês

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?

+ Educar é mais importante do que colecionar