Mundo

Americano confessa ter matado mais de 90 pessoas entre 1970 e 2013

Crédito: Reprodução/KRQE

Samuel Little, de 79 anos, é considerado o maior assassino em série da história moderna dos Estados Unidos. Ele afirma ter matado pelo menos 90 pessoas entre 1970 e 2013 e constantemente choca policiais e promotores pela falta de remorso e pelo excesso de detalhes sobre seus crimes. As informações são da BBC.

“Deus me fez dessa maneira, então por que eu deveria pedir perdão? Deus sabia de tudo que eu fazia”, disse Little para uma policial.

A maioria dos crimes cometidos por Little foram contra mulheres. Ele já foi previamente condenado a três penas de prisão perpétua pela morte de três mulheres e está preso no Texas. O detetive Michael Mongeluzzo se espanta com a boa memória do assassino, que se lembra de nomes e rostos de vítimas, mesmo após décadas.

Até o momento, investigadores vincularam nove crimes a Samuel Little, sendo que ele confessou todos os casos. A polícia acredita que casos arquivados em 14 estados americanos podem ter relação com o assassino em série que costumava estuprar, agredir e estrangular as vítimas.