Esportes

América-MG cede empate contra o Tolima (2-2) e é eliminado da Libertadores

O América-MG desperdiçou uma vantagem de dois gols e empatou em 2 a 2 em sua visita ao colombiano Deportes Tolima, o que deixou o time brasileiro sem chances de avançar no Grupo D da Copa Libertadores.

Marlon abriu o placar para Coelho com um gol logo no início (7) e o zagueiro Iago Maidana ampliou convertendo um pênalti vinte minutos depois (27). Mas a equipe mineira não conseguiu garantir os três pontos e deixou Anderson Plata (40) e Michael Rangel (43) empatar o jogo.

O Tolima chegou aos 8 pontos e segue na segunda colocação do grupo, enquanto aguarda o duelo desta quinta-feira entre o Atlético-MG (8 pontos) e o Independiente del Valle (5 pontos). Os dois classificados para as oitavas de final serão definidos na próxima semana, quando o Tolima visita o Galo e o Independiente del Valle recebe o eliminado América-MG.

– América-MG abre 2 a 0 –

Antes do duelo, o técnico do Tolima, Hernán Torres, havia reclamado da baixa presença de público nos duelos em casa pela Libertadores.

Os torcedores responderam e foram em massa peso ao estádio, embora sem lotar as arquibancadas de Manuel Murillo Toro, renomeado Gabriel Camargo para este jogo em homenagem ao presidente do clube, internado devido a um câncer grave.

Com a torcida tolimense ainda se acomodando em seus assentos, o Coelho abriu fogo.

Por volta do sétimo minuto de jogo, Henrique Almeida entrou na área do time da casa se livrando dos marcadores. A jogada teve uma série de rebotes que deixaram a bola solta na altura da marca do pênalti, onde Marlon disparou um chute superando o goleiro da seleção equatoriana Alexander Domínguez.

Obrigado a defender seu segundo lugar na tabela, o Tolima atacou em busca do empate e se empolgou quando o atacante Michael Rangel pegou um rebote na área e mandu para as redes do goleiro Jailson. Mas a jogada foi anulada pelo árbitro argentino Fernando Rapallini, que viu um toque com a mão do artilheiro do time colombiano.

O juiz também acertou ao apontar uma falta de José Moya na área colombiana e marcar um pênalti a favor do América com quase meia hora de jogo.

Momentos de tensão foram vividos no estádio enquanto o zagueiro Iago Maidana avançava lentamente em direção à bola: seu chute foi cruzado, certeiro e dobrou a vantagem para o time brasileiro.

– Tolima reage e administra –

Com o orgulho ferido, os colombianos não desanimaram e partiram para cima com o objetivo de acabar com a maldição que os impedia de avançar para a segunda fase da Libertadores desde 1982.

A cinco minutos do intervalo, Rangel escapou para receber na entrada da área brasileira. Mas, no último momento, ele deixou a bola seguir para permitir ao ponta Anderson Plata diminuir a vantagem do América.

Três minutos depois, Rangel voltou ao ataque e desviou um cruzamento de Jonathan Marulanda para empatar a partida e dar esperança aos torcedores do time ‘Vinotinto y Oro’.

O intervalo diminuiu o ritmo do Tolima, que passou os primeiros dez minutos do segundo tempo recuado em sua área.

O América começou a dar sinais de cansaço após 60 minutos de jogo.

O Tolima sentiu a fraqueza do adversário e assumiu a posse de bola. Mas não soube se decidir entre acelerar para colocar o pé nas oitavas de final ou manter o ponto que os deixou em boa posição para brigar pela vaga na última rodada.

No final, o time colombiano se conformou em eliminar o adversário e seus torcedores terão que esperar mais uma semana para saber se a equipe finalmente consegue encerrar o longo jejum e voltar à segunda fase do torneio de clubes mais importante do continente.

jss/dl/aam





Tópicos

fbl