Ediçao Da Semana

Nº 2741 - 05/08/22 Leia mais

(Reuters) – Advanced Micro Devices (AMD), Micro-Star International e Procter & Gamble anunciaram que não vão participar presencialmente do Consumer Electronics Show (CES) no mês que vem, conforme os casos da variante Ômicron aumentam.

+ Muitas especulações e poucas certezas sobre a variante ômicron
+ Empresa italiana prepara teste de vacina contra variante Ômicron
+ Veja o que se sabe sobre a variante ômicron do coronavírus

A CES, que funciona como uma vitrine anual de novas tendências e gadgets na indústria de tecnologia, deve ter mais de 2.200 expositores presenciais este ano em Las Vegas.

O evento, que começa em 5 de janeiro, exigirá que todos os participantes estejam mascarados e vacinados, e também oferecerá testes de Covid-19, disse a porta-voz da Consumer Technology Association, organizadora do evento.

“Nossos compromissos pessoais agora farão a transição para o virtual no melhor interesse da saúde e segurança de nossos funcionários, parceiros e comunidades”, disse um porta-voz do designer de chips AMD.

Outros, incluindo a montadora americana General Motors, Google, Facebook, Twitter, Lenovo, AT&T e Amazon retiraram planos de participação presencial, dizendo que não enviariam funcionários por precaução com a disseminação da Ômicron.

O número médio de novos casos de Covid-19 nos Estados Unidos aumentou 55%, para mais de 205 mil por dia nos últimos sete dias, de acordo com uma contagem da Reuters.

tagreuters.com2021binary_LYNXMPEHBS0JL-BASEIMAGE