Geral

Amazonas volta a suspender funcionamento de bares e casas de show

O governo do Amazonas anunciou nesta quinta-feira (24) que vai voltar a suspender o funcionamento de bares, casas de shows e estabelecimentos que funcionam às margens dos rios de todo o estado. Além disso, o acesso às praias também está suspenso. As medidas começam a valer nesta sexta-feira (25) e serão válidas até 26 de outubro. 

O fechamento foi determinado para evitar aglomerações e conter a alta nos registros de casos de covid-19. Em março, após o surgimento dos primeiros casos, os estabelecimentos foram fechados. O reabertura foi autorizada em julho. 

Pela restrição, também ficam proibidos eventos em chácaras, clubes e associações. Casamentos, aniversários, feiras de exposição e convenções estão liberados, mas os organizadores devem respeitar as medidas de distanciamento social e outras medidas de prevenção da doença. Restaurantes e lojas de conveniência deverão fechar às 22h. A multa pelo descumprimento das medidas pode chegar a R$ 50 mil. 

Segundo a Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas, foi registrada alta de 55.9% no número de casos de covid-19 desde o início de setembro. No período, o número de casos passou de 1.384 para 2.157 casos. 

Veja também

+ Confira 4 dicas para descobrir se o mel é falsificado

+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"

+ MG: Pastor é preso por crime sexual e alega que caiu em tentação

+ Teve o auxílio emergencial negado? Siga 3 passos para contestar no Dataprev

+ Caixa substitui pausa no financiamento imobiliário por desconto de até 50% na parcela

+ Telefone de jornalista argentino roubado ao vivo em Buenos Aires

+ Márcia Bonde divulga vídeo e deixa fãs sem fôlego

+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel

+Vídeo mostra puma perseguindo um corredor em trilha nos EUA

+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago

+ 12 razões que podem fazer você menstruar duas vezes no mês

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?

+ Educar é mais importante do que colecionar