Esportes

Amanda Nunes defende cinturão no UFC 250 em busca de feito inédito

Amanda Nunes foi a primeira mulher brasileira a conquistar um cinturão do UFC. Depois disso, a lutadora garantiu mais um feito inédito: dois títulos em duas divisões. Neste sábado, ela pode fazer história novamente ao defender o cinturão do peso pena contra a canadense Felicia Spencer, em Las Vegas.

Em caso de vitória, Amanda poderá chegar no topo da organização mais uma vez. Isso porque ela se tornará a primeira lutadora do UFC, independentemente do gênero, a conseguir defender dois cinturões em divisões diferentes. Antes da brasileira, Daniel Cormier e Henry Cejudo tentaram garantir o feito, mas sem sucesso.

“Eu vou conquistar mais esse feito e continuar fazendo história. É o que me move no esporte. Escolhi esse esporte e faço tudo com muito carinho e dedicação. E ele está me dando de volta tudo o que abri mão em prol dele. Com certeza, farei mais essa história”, diz Amanda.

A brasileira precisou se preparar para a luta durante a pandemia do novo coronavírus e apesar da situação ela diz que realizou “um ótimo trabalho”. “Foi uma preparação tranquila. Tive a minha equipe toda disponível para mim. O Everton Oliveira (preparador físico) aumentou a carga de peso na musculação para que eu tivesse mais massa, mais resistência e mais força. Ele fez um treino muito parecido com o que fiz para a luta contra a Cris Cyborg e terminamos da forma que a gente previu, super bem”.

Em entrevista ao Estadão, Everton afirma que as dificuldades impostas pela pandemia não atrapalharam a campeã. “O trabalho rendeu muito bem com a Amanda. Nossa equipe, a American Top Team, nos oferece toda a estrutura possível de treinamentos, e confirmamos isso durante esse período. Adequamos treinos online e também na academia, respeitando o distanciamento social e todas as regras de proteção”, conta.

“Nos organizamos da melhor maneira possível para ela não perder em nada na qualidade dos treinos, e vocês verão que ela está pronta para seguir fazendo história, mantendo seu legado no UFC. Será apresentada uma ótima versão da Amanda”, complementa o preparador.

Confiante, Amanda dedica esse novo desafio para “todo mundo”. “Quero levar felicidade para as pessoas em um momento como esse. Eu sei que é muito difícil ficar em casa, mas a gente tem que ter atenção, se proteger, conseguir passar por isso tudo. As pessoas precisam se conscientizar mais. Depois disso, todo mundo vai voltar a vida normal. Essa é só uma fase e a gente precisa ser forte”, diz.

O UFC 250 vai ser disputado em Las Vegas. Confira a programação:

CARD PRINCIPAL (23h, horário de Brasília):

Peso pena: Amanda Nunes x Felicia Spencer

Peso galo: Raphael Assunção x Cody Garbrandt

Peso galo: Aljamain Sterling x Cory Sandhagen

Pes meio-médio: Neil Magny x Anthony Rocco Martin

Peso galo: Eddie Wineland x Sean O’Malley

CARD PRELIMINAR (19h35, horário de Brasília):

Peso pena: Alex Caceres x Chase Hooper

Peso médio: Ian Heinisch x Gerald Meerschaert

Peso galo: Cody Stamann x Brian Kelleher

Peso médio: Charles Byrd x Maki Pitolo

Peso mosca: Jussier Formiga x Alex Perez

Peso meio-pesado: Alonzo Menifield x Devin Clark

Peso casado (até 68kg): Herbert Burns x Evan Dunham

Veja também

+ Neto de Elvis Presley é encontrado morto, diz site
+ Gafanhotos: cidade na Bahia enfrenta invasão de insetos
+ Usado: Toyota Corolla é carro para ficar longe da oficina
+ Veja 7 incríveis casas na natureza para sonhar
+ A “primavera das bikes” pós-pandemia vai chegar ao Brasil?
+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Saiba em quais lugares o contágio pelo novo coronavírus pode ser maior