Geral

‘Amai-vos e não armai-vos’, diz padre que vai celebrar casamento de Lula

Crédito: Divulgação/ Ricardo Stuckert

Dom Angélico Sândalo Bernardino é amigo de Lula (Crédito: Divulgação/ Ricardo Stuckert)

O dom Angélico Sândalo Bernardino, bispo-emérito de Blumenau, vai celebrar o casamento do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e a socióloga Rosângela da Silva, a Janja, nesta quarta-feira (18), em São Paulo (SP). Amigo de longa data do petista, dom Angélico já participou de diversos momentos marcantes na vida do ex-presidente.

“Nos conhecemos no tempo em que ele era metalúrgico, em São Bernardo, e eu era o bispo da pastoral do mundo do trabalho, aqui em São Paulo. Durante muitos anos nós cultivamos essa amizade”, contou o padre ao colunista Chico Alves, do UOL.


Dom Angélico participou da posse de Lula como presidente da República e também esteve em Curitiba, na época em que o petista foi preso: “Eu fui o padre do batismo dos netos, do casamento dos filhos. Quando a Marisa (a segunda mulher de Lula, que morreu em 2017) estava no hospital, ele me pediu: ‘será que não daria para você fazer uma oração por ela?’. Eu estive lá, fiz a unção dos enfermos”.

O bispo também oficiou o ato religioso no velório de Marisa, na sede do Sindicato dos Metalúrgicos. Conforme dom Angélico, ele está feliz por presenciar o atual momento de alegria. “Esse pernambucano sempre foi de muita luta”, afirmou.

Questionado sobre a realização do casamento em ano de eleição, o religioso citou uma frase do papa Bento 16: “Eis aqui a revolução por Cristo, o amor”. “Amai-vos e não armai-vos”, acrescentou ele. “Faço votos que o amor seja a bandeira desse candidato a presidente”, destacou na entrevista ao UOL.