Economia

Aluguel residencial sobe 0,03% em junho, aponta Fipezap

Crédito: AFP/Arquivos

Os aluguéis residenciais subiram 0,03% na passagem de maio para junho. No ano, os aluguéis acumulam crescimento de 1,93%, e nos últimos 12 meses, alta de 0,75%.

Os dados fazem parte da pesquisa da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe) feita com base nos anúncios de 15 cidades no site Zap Imóveis. O levantamento incorpora em seu cálculo apenas os novos contratos, sem considerar a correção dos aluguéis nos contratos vigentes.

Segundo a pesquisa, oito das 15 cidades monitoradas tiveram alta mensal no preço do aluguel em junho, entre elas: São Paulo (0,28%), Porto Alegre (0,37%), Belo Horizonte (0,39%), Distrito Federal (0,42%), Recife (0,72%) e Curitiba (0,95%).

Já entre as sete cidades que registraram queda de preço no último mês estão Campinas (-0,25%), Goiânia (0,30%), Salvador (-0,63%) e Rio de Janeiro (-0,66%).

Com o resultado, o valor médio de locação no País atingiu o patamar de R$ 28,51 por metro quadrado. São Paulo tem o aluguel mais elevado do País, em R$ 36,74/m2, seguido por Rio, com R$ 31,03/m2 e Distrito Federal, com R$ 29,74/m2.

+ Briga de vizinhos termina com personal trainer morta a facadas no interior de SP

Veja também

+ Avó de Michelle Bolsonaro morre após 1 mês internada com covid-19

+ Nazistas ou extraterrestres? Usuário do Google Earth vê grande ‘navio de gelo’ na costa da Antártida

+ Avaliação: Chevrolet S10 2021 evoluiu mais do que parece

+ Grosseria de jurados do MasterChef Brasil é alvo de críticas

+ Carol Nakamura anuncia terceira prótese: ‘Senti falta de seios maiores’

+ Ex-Ken humano, Jéssica Alves exibe visual e web critica: ‘Tá deformada’

+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados

+ Governo estuda estender socorro até o fim de 2020

+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea

+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?