Economia

Altas nos preços de alimentos e extrativas puxam IPP de setembro, diz IBGE

A alta de 2,37% nos preços dos produtos industriais na porta de fábrica em setembro foi decorrente de avanços em 21 das 24 atividades pesquisadas, segundo os dados do Índice de Preços ao Produtor (IPP), divulgado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

As maiores elevações foram registradas em alimentos (5,28%), móveis (4,17%), indústrias extrativas (3,81%) e têxteis (3,56%).

Em termos de influência, as principais pressões sobre o IPP foram de alimentos (1,31 ponto porcentual), indústrias extrativas (0,21 ponto porcentual) e outros produtos químicos (alta de 203% e impacto de 0,16 ponto porcentual).

Por outro lado, a atividade de refino de petróleo e produtos de álcool caiu 2,83%, ajudando a conter o índice em -0,24 ponto porcentual.

Veja também

+ Cantora MC Venenosa morre aos 32 anos e família pede ajuda para realizar velório
+ Homem salva cachorro da boca de crocodilo na Flórida
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ MasterChef: Fogaça compara prato com comida de cachorro
+ Cirurgia íntima: quanto custa e como funciona
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel

Tópicos

IBGE IPP setembro