Esportes

Alonso vai colaborar com McLaren para “desenvolver” carros de 2019 e 2020

O espanhol Fernando Alonso, que deixou a Fórmula 1 no final da temporada de 2018, “vai pilotar nos treinos para apoiar o desenvolvimento” dos carros da McLaren para 2019 e 2020, anunciou a escuderia britânica nesta quarta-feira em um comunicado.

O campeão do mundo de 2005 e 2006, que disputou 95 Grandes Prêmios com a escuderia da cidade de Woking em 2007 e depois entre 2015 e 2018, com quatro vitórias, se tornou embaixador da McLaren Racing.

“No âmbito desta relação contínua, Fernando seguirá estreitamente ligado às atividades da McLaren Racing, contribuindo para aconselhar os pilotos e os engenheiros da equipe”, explica o comunicado. “Será também piloto de testes para apoiar o desenvolvimento dos MCL34 (para 2019) e o MCL35 para 2020”, acrescenta.

O piloto espanhol participará este ano, assim como em 2017 (quando abandonou por falha no motor a 21 voltas do fim), das 500 Milhas de Indianapolis com a McLaren no dia 26 de maio em busca da Tríplice coroa do automobilismo, depois de ter vencido o GP de F1 de Mônaco (em 2006 e 2007) e as 24 Horas de Le Mans (no ano passado).

O britânico Graham Hill é o único que conquistou tal feito.

pel/chc/iga/aam

Tópicos

auto auto-f1 ESP F1 GBR