Alô, Queiroz, digo Queiroga: enfie o dedo no olho do mito, que dá no mesmo

Crédito: Jefferson Rudy

(Crédito: Jefferson Rudy)


Como é mesmo o ditado: ‘Diga-me com quem andas e eu te direi quem és’? Pois é. Ao ver o atual fantoche da Saúde, Marcelo Queiroga, um pau-mandado ainda mais sabujo que o antecessor, Eduardo Pazuello, como um louco de torcida organizada mostrar, insano, o dedo do meio aos manifestantes que gritavam contra seu patrão, Jair Bolsonaro, o verdugo do Planalto, percebi como é correta a frase acima.

Reza também a sabedoria popular que: ‘um gambá cheira o outro’. É isso aí. Porcos se atraem, comem juntos, chafurdam juntos (nas próprias fezes) e se aglomeram em bandos barulhentos e mal-cheirosos. Bolsonaro e seus puxa-sacos são como porcos não-confinados, à espera do abate. Metaforicamente, é claro, ainda que gritem e que se comportem como suínos, dando significado quase literal ao exemplo acima.

BAIXARIA

Nesta segunda-feira (20), em Nova York, ao sair de um jantar patrocinado com nosso dinheiro, a comitiva de inúteis, que acompanha o inútil, foi hostilizada por brasileiros. Dentro de uma bela van, também custeada pelos contribuintes, residentes ou não no Brasil, um descontrolado idoso de cabelos grisalhos, veias estufadas, agitava braços e mãos e mostrava, enlouquecido, os dedos médios a xingar os manifestantes.

O idoso aloprado, como todos sabem, é Marcelo Queiroga, o atual Ministro da Saúde e servo fiel do maníaco do tratamento precoce. Depois de uma cena dessas, é capaz de ser promovido a Gado de Ouro I. Pazuello, coitado, deve estar se contorcendo em cólicas de tanta raiva. Distribuiu cloroquina a quem precisava de oxigênio, e nada de promoção. Ao contrário! Ganhou um belo chute no traseiro rechonchudo; nada mais.

TUDO EM CASA

Fico imaginando uma comitiva americana, canadense, inglesa, francesa, israelense, enfim. Até mesmo argentina! Jamais um ministro de Estado se comportaria como um bêbado de botequim, brigando com um mendigo na rua, porque este estaria gritando que ‘cachaça mata’. Pior ainda é a inversão de valores, pois, como servidor público, Queiroga deve – ou deveria – respeitar quem lhe paga o salário e as mordomias.

Porém esperar o quê de alguém que se presta a ser capacho de um Bolsonaro da vida? Até porque, convenhamos, a recíproca é verdadeira. O psicopata golpista não pode exigir nada melhor, não. Tem mais é de se cercar de Pazuellos e Queirogas; e de Carluchos e Bananinhas. Quando muito, por um ‘aborto da natureza’, sabe-se lá o porquê, uma Tereza (Cristina), talvez por amor à pátria, suporte as companhias.

DEMISSÃO

Não fosse Bolsonaro – pai do senador das rachadinhas e da mansão de 14 milhões de reais (comprada por apenas 6 milhões) – quem é, a demissão do servidor ofensor estaria assinada e publicada no DOU, Diário Oficial da União. E não fosse Queiroga quem é, um capacho sem vergonha!, na falta de um ‘está despedido’, providenciaria um humilde pedido de desculpas, seguido por uma irrevogável carta de demissão.

Porém, como dito acima e mais que sabido, estamos lidando, ou melhor, estamos nas mãos de uma gentinha mequetrefe, desqualificada – e desclassificada! – que, malditamente, por uma série de fatos e fatores, simultâneos e conjugados, com a ajuda de idiotas como eu, ascendeu ao poder e hoje desgoverna e envergonha o País. Quero dizer, envergonha 80% do País. O resto são porcos da mesma raça.

Saiba mais
+ Mãe de Medina compara Yasmin Brunet a ‘atriz pornô’ e colunista divulga conversa
+ Chamada de atriz pornô, Yasmin Brunet irá processar mãe de Gabriel Medina
+ Mulher divide marido com mãe e irmã mais nova: ‘Quando não estou no clima’
+ Em pose sexy, Cleo Pires afirma: "Amando essa minha bunda grande"
+ Médicos encontram pedaço de cimento em coração de paciente durante cirurgia
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Tudo o que você precisa saber antes de comprar uma panela elétrica
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Passageira agride e arranca dois dentes de aeromoça
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio


Sobre o autor

Ricardo Kertzman é blogueiro, colunista e contestador por natureza. Reza a lenda que, ao nascer, antes mesmo de chorar, reclamou do hospital, brigou com o obstetra e discutiu com a mãe. Seu temperamento impulsivo só não é maior que seu imenso bom coração.


Mais posts

Ver mais

Copyright © 2021 - Editora Três
Todos os direitos reservados.

Nota de esclarecimento A Três Comércio de Publicaçõs Ltda. (EDITORA TRÊS) vem informar aos seus consumidores que não realiza cobranças por telefone e que também não oferece cancelamento do contrato de assinatura de revistas mediante o pagamento de qualquer valor. Tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A Editora Três é vítima e não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças, informando aos seus clientes que todas as medidas cabíveis foram tomadas, inclusive criminais, para apuração das responsabilidades.