Geral

Allan dos Santos desafia STF e cria novo canal no Youtube

Crédito: Reprodução

O blogueiro Allan dos Santos vive nos Estados Unidos (Crédito: Reprodução)


O blogueiro bolsonarista Allan dos Santos criou no domingo (8) um novo canal no YouTube. Ele é considerado foragido desde outubro do ano passado, quando teve a prisão preventiva decretada no âmbito do inquérito das milícias digitais.

Além da ordem de prisão preventiva, o ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), também impôs ao aliado do presidente Jair Bolsonaro uma série de medidas cautelares como um bloqueio das redes sociais e de seus canais no Youtube e Telegram.

“Em junho, completará dois anos que eu não vejo minha família. Há dois anos, a Polícia Federal invadiu minha casa quando meu filho, Pedro, estava na barriga da minha esposa, no quarto mês”, disse Allan dos Santos no primeiro vídeo divulgado no novo canal. “Um dia das mães é sempre um dia muito difícil, mas nesses dias é importante você tomar uma atitude”, afirmou.

Até o início da tarde desta segunda-feira (9), o canal “Terça Livre” tinha pouco mais de 9,7 mil inscritos.

Morando nos Estados Unidos, o blogueiro bolsonarista é investigado em dois inquéritos no STF. O inquérito das milícias digitais foi aberto em julho do ano passado para investigar a atuação de uma organização criminosa que atua nas redes sociais com o intuito de produzir, publicar, financiar e distribuir conteúdo político que atente contra as instituições democráticas.

Allan dos Santos também é alvo de outro inquérito que investiga um grupo que usa redes sociais para organizar atos antidemocráticos como protestos que pedem o fechamento do Congresso Nacional ou intervenção militar.

No último dia 6, um pedido de visto do ministro Kassio Nunes Marques suspendeu a análise de um habeas corpus em que Allan dos Santos tenta derrubar sua prisão preventiva. O caso voltará a ser discutido no Supremo quando Kassio devolver o processo, sendo que não há um prazo para que isso ocorra.