Dona da casa, a Alemanha empatou com a Suíça em 1 a 1 neste domingo (23), em Frankfurt, e se garantiu nas oitavas de final da Eurocopa como líder do Grupo A, à frente dos suíços, que avançam em segundo.

Surpreendida em um contra-ataque aproveitado por Dan Ndoye aos 28 minutos, a ‘Mannschaft’, que vinha de duas vitórias, diante de Escócia e Hungria, sofreu para furar o bloqueio dos visitantes, até chegar ao empate nos acréscimos com um gol de cabeça do atacante Niclas Fullkrug (90’+2).

“Primeiro de tudo, estamos felizes pela maneira com que contornamos a situação. Acreditamos em nós mesmos até o final, o que ajuda a equipe. Tenho o sentimento de que pressionamos nos 90 minutos e no final tivemos o prêmio. Estou completamente satisfeito com a minha equipe”, disse Toni Kroos, cérebro do meio-campo alemão.

“Acho que merecemos o empate e a primeira colocação do grupo. Tentamos muito até o final”, acrescentou o técnico da ‘Mannschaft’, Julian Nagelsmann.

O Grupo A, o primeiro a terminar nesta Euro, fica liderado pela Alemanha com sete pontos, seguida pela Suíça, com cinco, a Hungria, com três, e a eliminada Escócia, com um.

Os húngaros, que venceram no mesmo horário a seleção escocesa por 1 a 0, terão que esperar o final da fase de grupos para saber se avançam às oitavas como um dos quatro melhores terceiros colocados.

– Füllkrug, o herói que saiu do banco –

A Suíça, que estava à frente no placar até os acréscimos, poderia enfrentar nas oitavas de final a Itália. O time chegou a fazer o segundo gol, mas o lance foi anulado por impedimento.

Mas a Alemanha surgiu, ambiciosa e disposta a não ceder um milímetro de seu desejo a vencer a Euro pela quarta vez.

A invencibilidade da equipe de Julian Nagelsmann foi salva por uma cabeçada do atacante do Borussia Dortmund Niclas Füllkrug, que havia saído do banco de reservas minutos antes, após cruzamento de David Raum, outro jogador que entrou em campo no segundo tempo.

“Foi um bonito momento para nós como equipe. Muda a situação, agora vamos supostamente enfrentar um adversário mais fácil, vejamos o que acontece”, declarou Füllkrug.

O técnico alemão havia repetido o mesmo time titular dos dois jogos anteriores, o que não poderá fazer nas oitavas porque o zagueiro Jonathan Tah recebeu cartão amarelo por uma falta em Breel Embolo e está suspenso.

“Não teve justificativa, o que me incomoda, mas temos qualidade suficiente para compensar” a ausência de Tah, avaliou Nagelsmann.

obo/nip/iga/ma/cb