Edição nº2552 15/11 Ver edições anteriores

Além do horizonte

O Brasil que nos espera depois das eleições é um País repleto de imensos desafios, mas também de imensas oportunidades.

Nossa escolha em outubro vai determinar nosso futuro imediato. Existe uma imensa abundância de recursos no mundo. E uma imensa carência de investimentos em infraestrutura no Brasil.

A ponte entre os recursos e os investimentos é construída a partir da confiança de que o império da lei será seguido, os contratos respeitados e as devidas licenças expedidas em tempo razoável.

O futuro presidente, caso queira tirar o País do marasmo, deverá se convencer de que a distribuição de riqueza virá da ampliação do investimento privado.

E, para tal, os mecanismos de confiança devem ser fortalecidos. Os riscos regulatórios, tributários e jurídicos devem ser dramaticamente reduzidos. O ambiente de negócios deverá ser sadio e desburocratizado. A oferta de crédito ampliada.

Com a confiança fortalecida, os investidores virão, nacionais e estrangeiros. Porém , nenhum governo enfrentou essa agenda com vigor. Sempre contornaram nossos problemas reais em favor de soluções intervencionistas.

Enfrentar as amarras que dificultam os investimentos deve ser prioridade, pois, com o aumento dos investimentos, aumentam renda, tributos, emprego e divisas. A qualidade do nosso futuro imediato depende da compreensão desse desafio e da energia em enfrentá-lo.

Esse, porém, não é um trabalho apenas do presidente. É obra coletiva. Sobretudo dos setores mais esclarecidos da sociedade, que devem pressionar o Congresso e os Poderes Judiciário e Executivo a se voltarem para uma agenda voltada para o pleno emprego.

Caso a cidadania se omita e deixe inteiramente nas mãos do futuro presidente o comando das iniciativas, teremos uma agenda que dará prioridade aos interesses do governo.

Enfim, a ação da cidadania pode fazer a diferença, como fez no caso da aprovação da Lei da Ficha Limpa.

A qualidade do nosso futuro imediato depende da nossa participação. Especialmente após as eleições, quando decisões importantes serão tomadas.

O Brasil que nos espera depois das eleições é um País repleto de imensos desafios. Nossa escolha em outubro vai determinar nosso futuro imediato. Existe uma imensa abundância de recursos no mundo. E uma imensa carência de investimentos em infraestrutura no Brasil

 


Mais posts

Ver mais
X

Copyright © 2018 - Editora Três
Todos os direitos reservados.

Nota de esclarecimento A Três Comércio de Publicaçõs Ltda. (EDITORA TRÊS) vem informar aos seus consumidores que não realiza cobranças por telefone e que também não oferece cancelamento do contrato de assinatura de revistas mediante o pagamento de qualquer valor. Tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A Editora Três é vítima e não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças, informando aos seus clientes que todas as medidas cabíveis foram tomadas, inclusive criminais, para apuração das responsabilidades.