Saúde da mulher

Além do emagrecimento, prática de exercícios tem comprovação na prevenção de doenças

Crédito: Freepik

Sem restrição de gênero ou idade, todas as pessoas podem experimentar os benefícios para a saúde e bem-estar trazidos pela prática de exercícios físicos. E se você ainda não os pratica por falta de tempo ou medo de se machucar, não se preocupe: até mesmo as atividades aeróbicas mais rápidas e de intensidade leve são seguras e efetivas.

+ Pessoas com artrose podem (e devem) fazer exercícios físicos


+ Natação pode ser uma poderosa aliada do corpo e da mente; saiba como começar

Com informações do Centro de Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos (CDC), saiba mais sobre os benefícios da atividade física para a saúde do cérebro, controle de peso, redução de doenças e fortalecimento dos ossos e músculos

Benefícios imediatos

Pexels

Alguns benefícios da atividade física na saúde do cérebro podem acontecer logo após uma sessão moderada de exercícios. Os benefícios incluem melhor pensamento ou cognição para crianças de 6 a 13 anos de idade e redução de sentimentos de ansiedade a curto prazo para adultos.

A atividade física regular também pode ajudar a manter suas habilidades de pensamento, aprendizado e julgamento afiadas à medida que você envelhece, além de reduzir o risco de depressão e ansiedade e te ajudar a dormir melhor.

Controle de peso

Freepik

Você ganha peso quando consome mais calorias do que as queima, por isso, é importante ter equilíbrio. Neste cenário, tanto a dieta quanto a atividade física desempenham um papel crítico na perda do excesso de peso e na manutenção de um peso corporal saudável.

A quantidade de atividade física que cada pessoa precisa para controlar seu peso, no entanto, é diferente, e você pode precisar ser mais ativa do que outras pessoas para alcançar ou manter um peso saudável.

Para manter seu peso: trabalhe até 150 minutos por semana de atividade aeróbica de intensidade moderada (por exemplo, 30 minutos por dia, 5 dias por semana). 

Para perder peso e mantê-lo: você precisará de uma grande quantidade de atividade física, a menos que também ajuste sua dieta e reduza a quantidade de calorias que ingere. Alcançar e manter um peso saudável requer atividade física regular e um plano de alimentação saudável. 

Reduz riscos à saúde

Freepik

Doenças cardiovasculares

Nos Estados Unidos, as doenças cardíacas e derrames são duas das principais causas de morte entre a população. Praticar pelo menos 150 minutos de atividade aeróbica de intensidade moderada por semana pode diminuir o risco dessas doenças, além de diminuir a pressão arterial e melhorar os níveis de colesterol.

Diabetes tipo 2 e síndrome metabólica

A atividade física regular pode reduzir o risco de se desenvolver diabetes tipo 2 e síndrome metabólica — uma combinação de muita gordura ao redor da cintura, pressão alta, colesterol baixo de lipoproteínas de alta densidade (HDL) e triglicerídeos altos ou açúcar elevado no sangue. 

Alguns tipos de câncer

Ser fisicamente ativa reduz o risco de desenvolver vários tipos de câncer comuns, como:

• Bexiga;

• Mama;

• Cólon (proximal e distal);

• Endométrio;

• Esôfago (adenocarcinoma);

• Rim;

• Pulmão;

• Estômago (adenocarcinoma cárdico e não cárdico).

E se você é uma sobrevivente da doença, praticar atividade física regular não apenas te ajudará a ter uma melhor qualidade de vida, mas também melhorará sua aptidão física.

Fortalece ossos e músculos

À medida que você envelhece, é importante proteger seus ossos, articulações e músculos, para garantir que você seja capaz de realizar suas atividades diárias e ser fisicamente ativa.

As atividades aeróbicas, de fortalecimento muscular e de fortalecimento ósseo em um nível moderadamente intenso podem retardar a perda de densidade óssea que vem com a idade, reduzindo o risco de fraturas. Entre os idosos, a atividade física também reduz o risco de quedas e lesões. 

Além disso, exercitar-se regularmente ajuda a aliviar sintomas de artrite e outras condições reumáticas que afetam as articulações.

Melhora seu desempenho em atividades diárias e previne quedas

Freepik

A limitação funcional é a perda da capacidade de realizar atividades cotidianas, como subir escadas, fazer compras ou brincar com netos. Se você está na meia-idade ou é uma idosa fisicamente ativa, tem um risco menor de limitações funcionais do que as pessoas inativas.

Melhorar a função física também é sinônimo de menos risco de quedas. Para os idosos, a atividade física multicomponente é importante: ela inclui mais de um tipo de atividade física, como aeróbica, fortalecimento muscular e treinamento de equilíbrio.

Te dá mais longevidade

Pexels

Segundo o CDC, pessoas que são fisicamente ativas por cerca de 150 minutos por semana têm um risco 33% menor de mortalidade por causas como doenças no coração e cânceres do que aquelas que são fisicamente inativas.

E você não precisa fazer grandes quantidades de atividade ou de exercícios pesados para reduzir o risco de morte prematura: os benefícios começam a se acumular com qualquer quantidade de atividade física leve ou moderada.