Esportes

Alan Ruschel lembra um mês de acidente e pede: ‘Joguem pelos que se foram’

Nesta quinta-feira, dia 29, o acidente com o avião que levava a Chapecoense para a final da Copa Sul-Americana completa um mês. Dos jogadores que o clube de Santa Catarina levava para a Colômbia, só três sobreviveram. Alan Ruschel é um deles e, nesta tarde, pediu que o novo elenco da Chapecoense honre os atletas falecidos.

“Que eles joguem por todos que se foram e pela gente. Com certeza, eu, o Neto e Follmann queríamos estar ali naquele momento (no recomeço do clube). O pessoal que se foi também queria. Então, se eu pudesse, falaria isso para eles, que eles joguem por todos nós”, afirmou em entrevista ao SporTV.

O lateral quer ele também ajudar na reconstrução da Chapecoense, voltando a atuar ainda em 2017. “Se Deus quiser, vou voltar a jogar em seis meses e quero poder levar o que o grupo tinha deixado, que era felicidade, e quero levar isso para dentro do vestiário”, contou.

No Instagram, o jogador homenageou os colegas mortos. “Guerreiros, vocês estarão pra sempre na minha vida e no meu coração. Neto, Follmann e Eu faremos de tudo para honrá-los”, prometeu. Dos três, só Follmann já sabe que não voltará ao futebol profissional – teve uma perna amputada.

REFORÇOS – Remontando seu elenco, a Chapecoense estaria perto de anunciar a contratação do zagueiro Fabrício Bruno, de apenas 20 anos, que chegaria emprestado pelo Cruzeiro, em negociação semelhante à que levou Douglas Grolli, da mesma posição, para Santa Catarina.

Para o meio-campo, a Chapecoense negocia para ter o volante Andrei Girotto, ex-Palmeiras, que volta de empréstimo para o Kyoto Sanga, da segunda divisão do Japão. Ele começou a carreira em Santa Catarina, no Metropolitano, de Blumenau.

A Chapecoense já acertou com o goleiro Elias (ex-Juventude), o meia Dodô (ex-Atlético-MG), o lateral-direito Moisés (ex-Grêmio), o atacante Rossi (ex-Goiás), o lateral-direito uruguaio Zeballos (ex-Defensor, do Uruguai) e o meia Nadson (ex-Paraná). O clube também tem negociações adiantadas com Reinaldo, Daniel (ambos do São Paulo), Wellington Paulista (do Fluminense) e Niltinho (do Criciúma).