Ediçao Da Semana

Nº 2741 - 05/08/22 Leia mais

A Confederação Brasileira de Vôlei confirmou a gravidade da lesão do oposto Alan na manhã deste sábado, quando o jogador passou por um exame de ressonância magnética. Alan sofreu uma ruptura no tendão de Aquiles da perna direita e precisará passar por uma cirurgia.

A seleção brasileira está em Sofia, na Bulgária, onde disputa a segunda etapa da Liga das Nações. Por causa da lesão, Alan retornará ao Brasil já na próxima segunda-feira e iniciará seu tratamento. A previsão de recuperação do oposto é de seis meses, segundo explicou o médico da seleção.

“A ressonância mostrou que ele tem uma lesão praticamente completa do tendão. Ele precisará passar por uma cirurgia para o reparo do tendão, e o tempo para a recuperação é de aproximadamente seis meses”, explicou Felipe Malzac, médico da seleção masculina.

Alan se lesionou no final do primeiro set entre Brasil e Irã nesta sexta-feira. Sem Alan, a seleção sofreu mais que o esperado diante de um empolgado Irã, vencendo os dois primeiros sets com placar apertado. Apenas a última parcial foi mais tranquila, com 25 a 19 para os comandados de Renan Dal Zotto.

“No momento em que fui sacar, senti uma dor que não consegui identificar. Minha primeira reação foi colocar o pé para o alto. Logo em seguida fui atendido e colocamos gelo”, havia afirmado Alan ainda na sexta-feira, momentos após a lesão.