Esportes

Al Attiyah e Sanders vencem prólogo do Dakar; piloto fica ferido em explosão

O catari Nasser Al Attiyah (Toyota), nos carros, e o australiano Daniel Sanders (KTM), nas motos, venceram o prólogo das classificações do Rali Dakar 2022, entre Jedá e Ha’il neste sábado (1), etapa marcada pela explosão dois dias antes de um carro de assistência.

O piloto francês Philippe Boutron ficou ferido na explosão, que ocorreu na quinta-feira perto de Jedá. Ele foi operado na Arábia Saudita e foi decidida sua repatriação para a França, revelou neste sábado a organização da corrida, destacando que seu estado de saúde caminha para uma “melhora”.


O ministro saudita do Interior descartou em um tuíte qualquer “suspeita de ordem criminosa” para explicar este “acidente”. Pouco antes, do ASO (organizadores do Dakar) foi declarado em um comunicado que “a polícia saudita” analisava todas as possibilidades, “incluída a de um ato malicioso”.

Nos 19 km do prólogo deste sábado, Al Attiyah fechou com um tempo de 10 minutos e 56 segundos, o que lhe permitiu superar na categoria dos carros o espanhol Carlos Sainz (Audi), que situou seu veículo híbrido em segundo lugar a 12 segundos, enquanto o terceiro ficou para o sul-africano Henk Lategan (Toyota).

O francês Sebastien Loeb (Prodrive) registrou o quinto melhor tempo na categoria carros, enquanto o espanhol Nani Roma (Prodrive) ficou em sétimo.

Na categoria motos, Sanders (quarto no Rali Dakar em 2021), começou forte nesta edição, com um minuto de vantagem sobre o chileno Pablo Quintanilla (Honda) e com um minuto e 55 segundos sobre Ross Branch (Yamaha), de Bostuana.

O detentor do título, o argentino Kevin Benavides (KTM), ficou em quarto neste prólogo.

O Rali Dakar 2022 deu início, assim, em sua nova edição, neste sábado, 1º de janeiro, com vistas a percorrer mais de 8.000 quilômetros na Arábia Saudita, onde seu final está previsto para 14 de janeiro.

mac/dlo/gf/tmt/dr/mvv