Esportes

Agressiva, Atalanta vence o Valencia e está nas quartas da Liga dos Campeões

Uma pena o Estádio Mestalla, em Valência, ter de ficar vazio, nesta terça-feira, para o jogo de volta entre Valencia e Atalanta, pela Liga dos Campeões. Apesar da falta de público por causa do surto de coronavírus, o duelo foi espetacular e terminou com a vitória dos italianos por 4 a 3. No jogo de ida, na Itália, o time de Bérgamo já havia vencido por 4 a 1. Estreante na principal competição de clubes da Europa, a Atalanta garante vaga nas quartas de final. Vai saber seu rival no sorteio do dia 20.

O destaque foi o meia esloveno Josip Ilicic, autor dos quatro gols da Atalanta. Ele soma 14 em 2020 e é o maior artilheiro do ano, superando Cristiano Ronaldo, que tem 13. Aos 34 anos, o canhoto se tornou o jogador mais velho a conseguir fazer quatro gols em um mesmo jogo na Liga dos Campeões: 34 anos e 41 dias.

A grande vantagem obtida no jogo da Itália não diminuiu a fome de gols da Atalanta. Nem mesmo os gritos eufóricos dos torcedores do Valencia nos arredores do Estádio Mestalla intimidaram o time italiano.

Logo aos dois minutos, o habilidoso esloveno Josip Ilicic invadiu a área espanhola e foi derrubado pelo zagueiro francês Mouctar Diakhaby. O meia canhoto bateu no meio do gol e aumentou ainda mais a dificuldade para a equipe da casa.

Com forte marcação na saída de bola do Valencia, a Atalanta encurralou o adversário em seu próprio campo. O meio-campo espanhol praticamente não conseguiu ficar com a bola. Mas um erro de passe, propiciou o gol de empate dos espanhóis.

Rodrigo, brasileiro naturalizado espanhol, foi o jogador mais ativo do Valencia. Com dois chutes de fora da área, levou perigo ao gol de Marco Sportiello. E seu esforço foi recompensado, aos 21 minutos, quando o meia fez belo lançamento para Kevin Gameiro. O zagueiro Jose Luis Palomino falhou e o atacante não perdoou: 1 a 1.

A necessidade de fazer pelo menos três gols para levar a decisão para a prorrogação fez os espanhóis se soltarem no ataque, mas Diakhaby meteu a mão na bola e cometeu o segundo pênalti na partida. Ilicic bateu desta vez no canto esquerdo de Jasper Cillessen para fazer 2 a 1, aos 43 minutos do primeiro tempo.

O Valencia voltou para o segundo tempo para o tudo ou nada. Por pouco não encerrou as expectativas, logo aos cinco minutos, quando o suíço Remo Freuler acertou uma bomba no travessão. Mas o lance não tirou o ânimo dos espanhóis, principalmente do atacante Gameiro, autor do segundo gol, desta vez de cabeça, para empatar, aos seis minutos.

Se o gol deixou o Valencia vivo, fez a Atalanta aumentar seu ritmo na troca de passes. Ilicic assumiu a organização das jogadas e distribuiu a bola para a equipe italiana. Essa impetuosidade dos italianos, às vezes, deixa espaço para o adversário. E o Valencia aproveitou.

O meia Daniel Parejo escapou no contra-ataque e fez lindo lançamento para Ferran Torres, que mostrou grande categoria para encobrir o Marco Sportiello, aos 22 minutos. Mas o esforço do Valencia foi combatido pela incrível agressividade da Atalanta.

Ilicic levou a bola quase o campo todo até a área adversária e tocou para o veloz Zapata e recebeu de volta. O canhoto dominou, armou e bateu sem chances para Cillessen: 3 a 3, com três gols do esloveno, aos 26 minutos.

E tinha mais. Em uma jogada de todo o ataque do Atalanta, a bola foi rolada para Ilicic e o esloveno colocou com categoria no ângulo superior esquerdo de Cillessen. Foi o seu gol mais bonito na partida. No jogo de ida, o meia fez um dos quatro gols do time italiano.

Veja também

+ Toyota Corolla Cross é SUV do Corolla para brigar com Jeep Compass e cia; confira imagens oficias
+ MasterChef estreia sem "supercampeão" e cheio de mudanças
+ Gafanhotos: cidade na Bahia enfrenta invasão de insetos
+ Coronel da PM diz que Bolsonaro é ‘falastrão’ e renuncia à entidade de Oficiais
+ Fundador da Ricardo Eletro e filha são presos em operação contra sonegação
+ A “primavera das bikes” pós-pandemia vai chegar ao Brasil?
+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Saiba em quais lugares o contágio pelo novo coronavírus pode ser maior