Economia

Afya adquire integralidade da Faculdade Ciências Médicas da Paraíba

A Afya, grupo educacional especializado em cursos de saúde e medicina que tem suas ações negociadas na Nasdaq, em Nova York, anunciou na noite desta quinta-feira, 20, a aquisição integral da Faculdade de Ciências Médicas, localizada na Paraíba, pelo valor de R$ 380 milhões. A transação será efetuada em duas parcelas: 50% na finalização do acordo e os outros 50% em quatro parcelas que serão quitadas até 2024, ajustadas com a taxa CDI.

“Estamos felizes que adquirimos outra operadora de cursos médicos bem atrativa”, diz Virgilio Gibbon, CEO da Afya. “Expandir nossos negócios via aquisições é um componente bem importante da nossa estratégia de crescimento articulada com o IPO no ano passado. Já adicionamos mais de 570 vagas, ou 57% do nosso objetivo de adicionar mil novas matrículas em um período de três anos”, continua o executivo, elogiando que todas as aquisições feitas adicionaram crescimento de receita e expansão na margem da empresa.

A Afya ressalta que a Faculdade de Ciências Médicas tem projeção de receita líquida de R$ 107 milhões em 2024, quando a instituição vai chegar a um ponto de maturidade, representando uma sinergia de 6,3 vezes o valor sobre o Ebitda.

+ “Filho é um inferno e atrapalha”, diz Fábio Porchat sobre não querer ser pai

Veja também

+ A incrível história do judeu que trabalhou para os nazistas na Grécia
+ Teve o auxílio emergencial negado? Siga 3 passos para contestar no Dataprev
+ Caixa substitui pausa no financiamento imobiliário por desconto de até 50% na parcela
+ Novo Código de Trânsito é aprovado; veja o que mudou
+Jovem é atropelado 2 vezes ao tentar separar briga de casal em Londrina; veja o vídeo
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel
+Vídeo mostra puma perseguindo um corredor em trilha nos EUA
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ 12 razões que podem fazer você menstruar duas vezes no mês
+ Por que não consigo emagrecer? 7 possíveis razões
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Educar é mais importante do que colecionar
+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea