Saúde da mulher

Acupuntura ajuda no tratamento de ansiedade e depressão

Crédito: Unsplash

A pandemia causada pelo novo coronavírus é terreno fértil para que muitas pessoas desenvolvam depressão, ansiedade e outros problemas psicológicos e emocionais. O afastamento do convívio em sociedade afetou a todos, e alguns preferem procurar terapias alternativas para lidar com essa condição como forma complementar do tratamento medicamentoso.

Proteja nariz, ouvido e garganta contra os perigos do verão

Menos carne, mais saúde: Conheça a dieta flexitariana

A acupuntura é um dos caminhos que pode ajudar a tratar ansiedade, depressão e outros danos psicológicos causados pela pandemia. Marcus Pai, médico acupunturista e diretor de marketing do Colégio Médico de Acupuntura de SP, explica alguns dos benefícios dessa prática milenar.  “É importante uma avaliação do estilo de vida, pois o estresse, rotina, a dieta e o sono são provavelmente as principais influências”, começa.

Marcus ressalta que a acupuntura não faz milagres e que deve ser usada para complementar e não como tratamento único. “O que a acupuntura ajudará é diminuir a regulação da resposta de luta ou fuga no corpo. Estudos indicam que essa prática pode ter um efeito positivo específico sobre a depressão, alterando a química do humor do cérebro, aumentando a produção de serotonina e endorfinas”, conta. Mesmo assim, é preciso avaliar a resposta individual de cada um ao tratamento.

A acupuntura é um tratamento útil para muitas patologias, mas não faz milagre. Se a pessoa não ajustar o estilo de vida, não perceber e reavaliar os fatores perpetuantes de seus sintomas, não haverá resposta satisfatória”, completa Marcus. O interessante deste tipo de tratamento é que alguns dos resultados são instantâneos, como minimizar algumas dores. Já os problemas psicológicos começam a ser apresentar melhoras após algumas semanas. “Pacientes com sintomas leves a moderados de ansiedade, insônia e depressão, podem sentir alguma resposta benéfica após 2 a 4 semanas de tratamentos.”

Felizmente essa prática não tem contraindicações. Os pacientes podem ter mais sensibilidade às agulhas, mas elas são bem finas e não chegam a causar dor intensa nem desconforto significativo. “Em alguns pontos, pode-se também surgir pequenos hematomas locais. Estudos de segurança da acupuntura indicam que a taxa de efeitos adversos do procedimento é muito menor do que medicamentos comuns, como analgésicos simples”, finaliza Marcus. 


Saiba mais
+ Morre a atriz Noemi Gerbelli, a diretora Olívia da novela 'Carrossel', aos 68 anos
+ Modelo brasileiro se casa com nove mulheres e vira notícia internacional
+ Horóscopo: confira a previsão de hoje para seu signo
+ Receita simples e rápida de asinhas de frango com molho picante
+ Conheça o suco que aumenta a longevidade e reduz o colesterol
+ CNH: veja o que você precisa saber para a solicitação e renovação
+ Vídeo de jacaré surfando em Floripa viraliza na internet
+ Vale-alimentação: entenda o que muda com novas regras para benefício
+ Veja quais foram os carros mais roubados em SP em 2021
+ Expedição identifica lula gigante responsável por naufrágio de navio em 2011
+ Tudo o que você precisa saber antes de comprar uma panela elétrica
+ Descoberto na Armênia aqueduto mais oriental do Império Romano
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais