Ediçao Da Semana

Nº 2742 - 12/08/22 Leia mais

NOVA YORK/LONDRES (Reuters) – Os contratos futuros de açúcar bruto na ICE caíram para seu nível mais baixo em quase quatro meses nesta sexta-feira, com especuladores desfazendo posições compradas com preocupações sobre uma desaceleração econômica global, enquanto os preços do café também enfraqueceram.

AÇÚCAR

* O açúcar bruto para julho recuou 0,1% para 18,37 centavos de dólar por libra-peso, após cair para mínima de 18,23 centavos, o patamar mais baixo desde 1º de março.

* “O mal-estar macro mais amplo está infectando o açúcar”, disse em nota o analista Tobin Gorey, do Commonwealth Bank of Australia.

* “Os fundos de hedge estão vendendo futuros de commodities devido à fraqueza macroeconômica e preocupações com recessão e melhores condições climáticas. O dólar forte e o real fraco são um vento contrário significativo para os softs”, disse Dave Whitcomb, chefe de pesquisa da Peak Trading Research.

* O açúcar branco para agosto caiu 7,40 dólares, ou 1,3%, a 543,60 dólares a tonelada.

CAFÉ

* O café arábica para setembro recuou 5,75 centavos de dólar, ou 2,5%, para 2,2325 dólares por libra-peso, após cair para mínima de 2,2225 dólares, o menor patamar em mais de uma semana.

* Operadores disseram que ainda há preocupação de que uma desaceleração econômica global, impulsionada em parte pelo conflito na Ucrânia, possa reduzir a demanda.

* “Tanto o café arábica quanto o cacau são commodities de ‘luxo’ e esperamos que a desaceleração da demanda e dos gastos do consumidor, bem como a falta de confiança como resultado da guerra, afetem a demanda e os preços desses produtos”, disse a Fitch Solutions em nota.

* O café robusta para setembro caiu 42 dólares, ou 2,0%, para 2.044 dólares a tonelada.

(Reportagem de Marcelo Teixeira e Nigel Hunt)

tagreuters.com2022binary_LYNXMPEI5N128-BASEIMAGE