Ediçao Da Semana

Nº 2743 - 19/08/22 Leia mais

Por Devik Jain e Susan Mathew

(Reuters) – As ações europeias ampliaram o rali nesta quinta-feira, conforme o aumento dos preços do petróleo e dos metais elevou papéis ligados a commodities, enquanto um salto nos bancos impulsionou o principal índice da Itália para a melhor sessão desde meados de março.

O índice pan-europeu STOXX 600 avançou 1,88%, a 415,01 pontos, com ganhos generalizados. Mineradoras saltaram 5,4% com o cobre acima de mínimas em 20 meses por esperanças de melhora na demanda da China. O setor de energia saltou 4%.

Bancos ganharam 3,4%, dando o maior impulso para o STOXX 600. O índice MIB da Itália, com foco em instituições bancárias, afastou-se firmemente das mínimas desde novembro de 2020 que atingiu nesta semana.

Formuladores de política monetária do Banco Central Europeu debateram sinalizar um incremento maior da taxa de juros para julho e estavam ansiosos para manter a porta aberta para movimentos maiores em reuniões subsequentes para combater o avanço dos preços, mostrou a ata da reunião de junho.

O FTSE 100 de Londres fechou em alta apesar da renúncia do primeiro-ministro britânico Boris Johnson. Analistas disseram que o movimento era esperado, já que vários ministros do governo de Johnson renunciaram nos últimos dias após o mais recente de uma série de escândalos enfraquecer o suporte a ele.

Em LONDRES, o índice Financial Times avançou 1,14%, a 7.189,08 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX subiu 1,97%, a 12.843,22 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 ganhou 1,60%, a 6.006,70 pontos.

Em MILÃO, o índice Ftse/Mib teve valorização de 3,05%, a 21.558,07 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou alta de 2,19%, a 8.122,50 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 valorizou-se 1,41%, a 5.967,19 pontos.

tagreuters.com2022binary_LYNXMPEI660TL-BASEIMAGE