Geral

Acidente com ônibus na Rio-Santos matou adolescente e deixou 12 feridos

Um ônibus que levava 42 jovens esportistas tombou na manhã deste sábado, 30, na rodovia Rio-Santos (SP-55), em São Sebastião, litoral norte de São Paulo. Layz Prado Luz, adolescente de 13 anos que era aluna de uma escolinha de rugby, morreu.

+ SP deve receber cinco milhões de doses de vacina chinesa em outubro, diz Doria

Outras 12 pessoas ficaram feridas, duas em estado grave, conforme atualização mais recente.

O acidente foi por volta das 7 horas, em trecho de serra da rodovia, com pista simples, no km 167, entre Boiçucanga e Maresias.

O veículo não tinha autorização para esse tipo de viagem, segundo a Agência de Transportes do Estado de São Paulo (Artesp).

O ônibus havia saído de Itanhaém, no litoral sul paulista, e seguia para Ilhabela, onde os jovens disputariam um torneio de rúgbi.

Os atletas, com idades entre 13 e 17 anos, fazem parte da Escolinha de Rugby Athenas Itanhaém. Segundo o Corpo de Bombeiros, tudo indica que o ônibus perdeu o freio na descida da serra, mas as causas serão apuradas pela perícia. O veículo tombou e deslizou, batendo na mureta de concreto, de contenção da pista. A rodovia ficou totalmente interditada durante três horas.

O motorista, identificado apenas como Lincoln, disse que o ônibus ficou sem freio na serra e pegou velocidade. Ao tentar desviar de um carro, ele acabou tombando. O motorista saiu ileso do acidente.

A adolescente que morreu ficou presa nas ferragens do ônibus. Muitos sobreviventes saíram pelas janelas quebradas, pois não conseguiram abrir a saída de emergência. Alguns adolescentes foram retirados desmaiados do coletivo.

Os feridos com maior gravidade foram levados ao Pronto Socorro de São Sebastião. Uma adolescente foi transferida para o Hospital Municipal de São José dos Campos.

As vítimas leves receberam atendimento em unidade de saúde de Boiçucanga.

O corpo de Layz foi levado para o Instituto Médico Legal (IML) de São Sebastião.

Sem autorização

O ônibus está caracterizado com as marcas da Viação Grandino, mas a empresa informou que o veículo foi vendido em 2015 para a RTK Transportes. O veículo e a RTK não têm autorização, conforme a Artesp, para esse tipo de viagem.

O proprietário da RTK, Kleison Leandro Leite, disse que o ônibus foi usado indevidamente. “Não autorizamos esta viagem e estamos registrando um boletim de ocorrência contra a pessoa que acertou a viagem com a Rugby Athenas. O ônibus estava com o motorista e ele foi enganado, pois a pessoa que acertou a viagem mentiu ao dizer que havíamos autorizado.”

Na tarde deste sábado, Leite disse que estava no 2º Distrito Policial de São Sebastião para prestar esclarecimentos sobre o caso. Mas garantiu que o veículo estava em perfeitas condições de uso. “Fizemos a manutenção preventiva há pouco mais de uma semana.” Ainda segundo ele, independentemente do uso indevido, a empresa está dando todo suporte às vítimas e seus familiares.

A Polícia Civil de São Sebastião informou que todas as questões que envolveram o acidente serão apuradas. O ônibus foi levado para uma base da Polícia Rodoviária Estadual e passará por perícia na segunda-feira, 2, do acidente e dará todo suporte às vítimas.

Jovem sonha em se profissionalizar no rúgbi

Morta no acidente, Layz Prado Luz, de 13 anos, tinha o sonho de se profissionalizar no rúgbi, segundo a tia, Neusa Luz. “Era uma menina esforçada, dedicada. Agora está com Deus.”

Layz morava em Itanhaém e era aluna da escolinha de rúgbi de Itanhaém desde o início deste ano. Os parentes se deslocaram para São Sebastião para cuidar da liberação do corpo. O velório seria realizado em Itanhaém.

A menina estava concluindo o ensino fundamental em escola pública da cidade. Em redes sociais, colegas e professores manifestaram pesar pela morte precoce.

Na sexta-feira, 9, ela havia participado de uma mostra de robótica, como encerramento do ciclo. “Foi um anjo que passou pela Terra, alegrou a todos com seu sorriso carinhoso e partiu. Que Deus a receba de braços abertos e conforte toda sua família. Seu sorriso e alegria estarão para sempre em nossos corações”, escreveu a professora Veronica Albuixech.

O Athenas Rugby de Itanhaém, onde Layz treinava, foi fundado no 1º semestre do ano passado e mantém equipes profissionais. A equipe feminina conquistou o título do Campeonato Brasileiro de Rugby League 9s, em São Paulo, em 2018.

A escola de rúgbi foi criada com o propósito inicial de prestar serviços sociais no bairro Guapiranga, onde fica a sede. Inicialmente, funcionava como escolinha de jogadoras femininas. Atualmente, tem cerca de 70 atletas nas categorias infantil, juvenil e adulto, feminino e masculino.

A reportagem entrou em contato com a Escolinha de Rugby de Itanhaém, mas não obteve retorno até as 17 horas.

O prefeito de Itanhaém, Marco Aurélio Gomes, lamentou o acidente no Facebook. “Itanhaém amanheceu triste com a notícia do grave acidente que envolveu o ônibus que transportava jovens atletas da cidade para disputar torneio de rugby, em Ilhabela”, escreveu no fim da manhã deste sábado.

Veja também

+ Após foto “com volume” ser derrubada no Instagram, Zé Neto republica imagem usando bermuda

+ Jovem é suspeita de matar namorado com agulha de narguilé durante briga por pastel

+ Baleia jubarte consegue escapar de rio cheio de crocodilos na Austrália

+ MasterChef: mesmo desempregado, campeão decide doar prêmio

+ Morre mãe de Toni Garrido: “Descanse, minha rainha Tereza”

+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago

+ 12 razões que podem fazer você menstruar duas vezes no mês

+ Arqueólogo leva 36 anos para montar maquete precisa da Roma Antiga

+ Senado aprova alterações no Código de Trânsito Brasileiro

+ Por que não consigo emagrecer? 7 possíveis razões

+ O que é pior para o seu corpo: açúcar ou sal?

+As 10 picapes diesel mais econômicas do Brasil

+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?

+ Educar é mais importante do que colecionar

+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea