Geral

Absolvição de médico do trote em que calouras juraram ‘nunca recusar tentativa de coito de veteranos’ é mantida

Crédito: Reprodução

Foi mantida a absolvição do médico Matheus Gabriel Braia pelo Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP). Ele era alvo de uma ação indenizatória por ter participado de um trote visto como machista.

O trote tinha sido aplicado à calouras de medicina da Universidade de Franca, em São Paulo, em fevereiro de 2019. Na época, as mulheres foram estimuladas a jurar “nunca recusar a uma tentativa de coito de um veterano ou de uma veterana”.

De acordo com reportagem do portal de notícias G1, a maioria dos desembargadores entenderam que, apesar do conteúdo machista, não houve dano moral coletivo nem ofensa séria diante da participação voluntária dos calouros e do tom de brincadeira dos dizeres.

Saiba mais
+ Mãe de Medina compara Yasmin Brunet a ‘atriz pornô’ e colunista divulga conversa
+ Chamada de atriz pornô, Yasmin Brunet irá processar mãe de Gabriel Medina
+ Mulher divide marido com mãe e irmã mais nova: ‘Quando não estou no clima’
+ Em pose sexy, Cleo Pires afirma: "Amando essa minha bunda grande"
+ Médicos encontram pedaço de cimento em coração de paciente durante cirurgia
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Tudo o que você precisa saber antes de comprar uma panela elétrica
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Passageira agride e arranca dois dentes de aeromoça
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio