Ediçao Da Semana

Nº 2743 - 19/08/22 Leia mais

A produção de motos teve crescimento de 15,2% na passagem de abril para maio, somando 129,8 mil unidades no mês passado. Frente a igual período de 2021, a alta foi de 25%, conforme balanço divulgado nesta segunda-feira, 13, pela Abraciclo, a entidade que representa as montadoras do polo industrial de Manaus (AM), onde estão concentradas as fábricas de motocicletas do País.

Desde o primeiro dia de 2022, as montadoras de motos já produziram 569,6 mil unidades, com crescimento de 22,9% em relação aos cinco primeiros meses do ano passado e no maior volume em sete anos entre períodos equivalentes.

O avanço da produção tem permitido ao setor atender o crescimento da demanda, que vem sendo estimulada pela expansão dos serviços de entrega (delivery) na pandemia e, mais recentemente, pela busca por veículos mais econômicos em meio ao salto nos preços dos combustíveis. Com isso, as vendas de motos, um total de 133,3 mil unidades em maio, subiram 23,8% contra abril e 20,8% na comparação com igual mês do ano passado.

“Gradativamente estamos atendendo ao consumidor e reduzindo a fila de espera”, comenta o presidente da Abraciclo, Marcos Fermanian, acrescentando que as fábricas tiveram produção plena nos últimos dois meses. A meta da indústria é terminar o ano com crescimento de 7,9% na produção de motos.