Economia

Abilio Diniz: será feita pressão para Carrefour ser referência na luta contra racismo

Crédito: AFP/Arquivos

(20 nov) Pichações de protesto na entrada de supermercado da rede Carrefour em Curitiba - AFP/Arquivos (Crédito: AFP/Arquivos)

O empresário Abilio Diniz, presidente do Conselho de Administração da Península Participações, disse nesta quinta-feira estar profundamente indignado com a morte de João Alberto Silveira Freitas, em uma das lojas do Carrefour em Porto Alegre (RS). “Como acionistas, faremos pressão para que o Carrefour se torne referência na luta contra o racismo”, afirmou.

Ele disse ainda que o racismo demonstrado na situação é “completamente inaceitável”.

O executivo participou de evento online organizado pela Empiricus na manhã desta quinta-feira.

Veja também

+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Jovem morre após queda de 50 metros durante prática de Slackline Highline
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel