Esportes

Abel nega ter perdido o vestiário e faz crítica à imprensa: ‘Jornalismo do ódio’

Técnico voltou a criticar a mídia esportiva e afirmou que seria o primeiro a deixar o clube caso isso acontecesse 

Abel nega ter perdido o vestiário e faz crítica à imprensa: ‘Jornalismo do ódio’

Com a sequência de três vitórias seguidas no Campeonato Brasileiro, o Palmeiras retomou a vice-liderança da competição ao bater o Sport por 2 a 1, nesta segunda-feira (25), no Allianz Parque. Próximo de completar um ano a frente do clube, o técnico Abel Ferreira negou que tivesse perdido a confiança do elenco nas últimas semanas.

– Alguns dizem que “o professor perdeu o vestiário, perdeu não sei o que…”. Não grito com os meus jogadores. Gosto de falar com homens. Antes de atletas, são homens. Quando sentir que perdi o grupo, sou o primeiro a ir. Se fiquei, há trabalho a fazer – afirmou o comandante.

Desde a classificação para a final da Libertadores sobre o Atlético-MG, quando o treinador português mencionou “um vizinho” como enunciador de fortes críticas sobre o futebol apresentado pelo Alviverde, Abel tem feito diversos comentários sobre a imprensa brasileira em suas últimas coletivas. Após o apito final no Allianz Parque, o técnico voltou a fazer comentários sobre o jornalismo esportivo praticado em território nacional.

– Os mais jovens e mais velhos têm sido perfeitos. E quando critico publicamente, é de pai pra filho. Minhas filhas têm que levar nas orelhas. A intenção é no sentido construtivo e não quer dizer que perdi o vestiário. Há o jornalismo feito do ódio, da inveja. Há o jornalismo feito de forma honesta, sem que tenha ódio e críticas baratas. As pessoas não me conhecem como homem, pai. Podem me criticar como treinador, mas quando para ofensa, mostra o caráter de quem está do outro lado – comentou.

Há uma semana de completar um ano no Palmeiras, Abel Ferreira ainda fez um balanço sobre o período em que esteve comandando o Verdão, onde passou por períodos de oscilação e conquistou a Libertadores e Copa do Brasil na temporada passada.

– Gosto de fazer balanços só ao final da temporada, mas digo a vocês que que um treinador com ambição, pra ganhar títulos, só pode treinar times da dimensão do Palmeiras. Escolha certa do clube e técnico. Agora é um dia de cada vez até quando Deus quiser. No final faremos o balanço e decidiremos o que é melhor – finalizou.

Com o triunfo sobre a equipe pernambucana, o Palestra chegou aos 49 pontos e manteve a diferença para o Atlético-MG na liderança em 10 pontos. O Palmeiras terá uma semana livre para treinos e só volta a entrar em campo pelo Brasileirão no próximo domingo (31), quando encara o Grêmio, às 16h, em Porto Alegre.


Saiba mais
+ Morre a atriz Noemi Gerbelli, a diretora Olívia da novela 'Carrossel', aos 68 anos
+ Modelo brasileiro se casa com nove mulheres e vira notícia internacional
+ Horóscopo: confira a previsão de hoje para seu signo
+ Receita simples e rápida de asinhas de frango com molho picante
+ Conheça o suco que aumenta a longevidade e reduz o colesterol
+ CNH: veja o que você precisa saber para a solicitação e renovação
+ Vídeo de jacaré surfando em Floripa viraliza na internet
+ Veja quais foram os carros mais roubados em SP em 2021
+ Expedição identifica lula gigante responsável por naufrágio de navio em 2011
+ Tudo o que você precisa saber antes de comprar uma panela elétrica
+ Descoberto na Armênia aqueduto mais oriental do Império Romano
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais