Esportes

Abel Ferreira mantém pés no chão: ‘Não ganhamos nada, mas nos dá consistência’

Ganhar do maior rival, e por goleada, deixa qualquer treinador feliz e extremamente satisfeito. Com o português Abel Ferreira não foi diferente. Mas o comandante palmeirense preferiu manter os pés no chão após os 4 a 0 sobre o Corinthians e não entrou em clima de euforia. Viu o resultado como importante, mas alertou. “Não me satisfaz porque não ganhamos nada, mas nos dá consistência ao trabalho.”

Abel Ferreira sabia que o time precisava de um resultado contundente para apagar a má impressão deixada na derrota por 2 a 0 diante do River Plate. Ela poderia ter vindo diante do Grêmio, mas o time pecou nas finalizações e cedeu o empate por 1 a 1. No clássico, porém, a resposta surgiu e colocou o time só dependendo das suas forças para ser campeão brasileiro.

“Não é só um jogo. É um dérbi contra o maior rival dentro da nossa casa. Sabemos que são mais que três pontos. São 3 pontos mais a satisfação de quem nos assiste. Toda essa responsabilidade nós assumimos”, enfatizou.

E seguiu mostrando estar por dentro de toda a rivalidade do duelo. “O Corinthians é o nosso maior rival, mas sem o Corinthians não existiria essa energia. Precisamos dos nossos rivais e a melhor forma de respeitar é nas quatro linhas. Ali que temos que ir para luta e competir”, advertiu, garantindo que os 4 a 0 foram a melhor maneira de não desprezar a importância do confronto.

E nada de escolher heróis. Nem mesmo ele, responsável pela escalação e a escolha do esquema. “Cada jogo tem uma história, mas é importante ver a equipe com jogo coletivo. Jogue quem jogar, eles conseguem perceber que a identidade é da equipe. A estrela é a equipe.”


+ Rapper implanta diamante de R$ 128 milhões no rosto
+ PR: Jovem desaparecida é encontrada morta; namorado confessa crime
+ Galo bota ovos e surpreende moradores de Santa Catarina

Sobre sua euforia na beirada do campo e as tiradas com os “erros” da arbitragem, Abel jogou na conta da sede por vitórias de todos no Palmeiras. Abel não gosta de desperdício de pontos, e sabe como poucos mexer com o grupo e com a emoção da torcida.

“Ninguém dentro do Palmeiras quer mais ganhar do que os jogadores e todos da estrutura. Nem mesmo a torcida. Eu sei que eles querem ganhar, mas não querem mais do que a comissão e jogadores. É disso que vivemos. É para eles que jogamos.”

Veja também

+ Cientistas descobrem nova camada no interior da Terra
+ Aprenda 5 molhos fáceis para aproveitar o macarrão estocado
+ Aprenda a preparar o delicioso espaguete a carbonara
+ Vídeo: o passo a passo de como fazer ovo de Páscoa
+ Cientistas desvendam mistério das crateras gigantes da Sibéria
+ Sexo: saiba qual é a melhor posição de acordo com o seu signo
+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Como fazer seu cabelo crescer mais rápido
+ Veja os lugares inusitados onde famosos já fizeram sexo
+ Como saber se um pisciano está apaixonado por você? Descubra como Peixes reage ao amor!
+ Vem aí um novo megaiceberg da Antártida
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago