Esportes

Abel Braga reconhece má fase do Vasco, mas exige classificação na Copa do Brasil

O técnico Abel Braga reconheceu, nesta quarta-feira, a má fase do Vasco e obrigou o elenco a conseguir a classificação para a próxima fase da Copa do Brasil, diante do ABC, nesta quinta-feira, às 21h30, no Maracanã.

“Esperamos passar na Copa do Brasil. É fundamental. Com todo respeito ao ABC, que tem um futebol muito vertical, nós temos que passar. É a minha vontade e dos jogadores que tenhamos uma atuação convincente”, afirmou o experiente treinador. Ele falou com a imprensa no lugar dos jogadores, que estão em greve por causa do atraso nos salários.

Às vésperas de um jogo importante, Abel resolveu assumir todos os problemas da equipe e colocar panos quentes em busca de um ambiente melhor. Ele falou sobre o desempenho ruim da equipe no empate por 1 a 1 com o Resende pela primeira rodada da Taça Rio, o segundo turno do Campeonato Carioca.

“Não agradou nada. Nem ao torcedor, nem a nós, nem aos jogadores. Esperávamos uma equipe mais solta contra o Resende. E não ocorreu. E a manifestação do torcedor é muito clara e evidente. Já há um bom tempo o Vasco vem lutando contra uma série de problemas. O torcedor, mesmo nessa dificuldade, pode sair insatisfeito, mas ele vai lá e incentiva. Não temos nada a reclamar nada do torcedor, porque estamos completamente compactuados com eles em relação ao que apresentamos até agora.”

Em busca de uma formação melhor para a equipe, Abel revelou que pode escalar o colombiano Guarín entre os titulares. “Conversei com o Guarín na terça-feira. Ele não tem condições de suportar 90 minutos. No jogo passado, corremos certo risco para colocá-lo em campo. Jogou um tempo e mostrou a capacidade que tem mostrado nos treinamentos. Mas ele disse que ainda não tem condições de jogar o jogo todo. A possibilidade de começar com ele é boa, fazendo o contrário, começando e saindo depois. Pode ser que dê uma carga emocional, de experiência e qualidade à equipe desde o início. Estamos analisando.”

Outra dica do time que vai entrar em campo é a opção por escalar três atacantes. “Nós vamos jogar sempre com três atacantes. Vocês me conhecem há muito tempo e sabem que sempre foi assim, desde lá atrás. (O ataque) pode ser Ribamar, Cano e Marrony. Se não for o Ribamar, pode ser o Thiago Reis. Pode ser o Vinícius também. Estamos estudando o adversário.”

Veja também

+ Toyota Corolla Cross é SUV do Corolla para brigar com Jeep Compass e cia; confira imagens oficias
+ Robert De Niro reduz limite do cartão da ex-mulher e diz que coronavírus implodiu suas finanças
+ Maria Zilda relembra como soube que Ary Fontoura era gay: “A coisa mais incrível que já ouvi”
+ Rafa Kalimann ensina receita de palha italiana; veja o vídeo
+ Juliana Caetano, do Bonde do Forró, fala sobre proposta de 500 mil reais que recebeu
+ MasterChef estreia sem "supercampeão" e cheio de mudanças
+ Gafanhotos: cidade na Bahia enfrenta invasão de insetos
+ Coronel da PM diz que Bolsonaro é ‘falastrão’ e renuncia à entidade de Oficiais
+ A “primavera das bikes” pós-pandemia vai chegar ao Brasil?
+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Saiba em quais lugares o contágio pelo novo coronavírus pode ser maior