Em Cartaz

A vida eterna de uma diva

Crédito: Heloisa Bortz

A soprano Emilia Marty, cujo sobrenome de solteira é Makropulos, não quer apenas ficar famosa, e sim cobiça a eternidade. Essa é a trama da ópera “O Caso Makropulos” (1925), do compositor tcheco Leoš Janáček (1854-1928), inspirado na ficção científica de Karel Čapek. A partitura modernista completa o quadro gótico. A ópera estreia no Brasil com direção musical do maestro Ira Levin e encenação de André Heller-Lopes. A soprano Eliane Coelho se encarrega do papel principal. Theatro São Pedro, São Paulo, 14, 16, 19, 21 e 23/6.