Esportes

A uma semana da reestreia no Campeonato Brasileiro, Juliana analisa preparação do Vasco

Meia das Meninas da Colina admite ansiedade pela partida contra o Atlético-MG

A uma semana da reestreia no Campeonato Brasileiro, Juliana analisa preparação do Vasco

O time feminino do Vasco retomou os treinos presenciais no mês passado. Em âmbito nacional, a equipe disputa a Série B do Campeonato Brasileiro, que teve início antes da paralisação no calendário. As Meninas da Colina voltam a campo no próximo dia 24, contra o Atlético-MG, e a meia Juliana está confiante.

– A preparação vem sendo boa. Começamos mais devagar para ninguém se machucar e, agora, estamos fazendo um trabalho de força também para chegarmos bem no dia do jogo – explicou a jogadora de 19 anos.

No mesmo grupo E de Vasco e Atlético-MG estão Goiás, Vila Nova-ES, Real Brasília e Botafogo. Com data e local marcados para o retorno – o Estádio Nivaldo Pereira, em Nova Iguaçu – a ansiedade é grande.

– A expectativa é sempre grande, tem a ansiedade de chegar a partida logo, para voltar a jogar logo e disputar uma partida de campeonato. Espero que possamos brigar para classificar e chegar o mais longe possível no torneio – completou Juliana.

Veja também

+ Confira 4 dicas para descobrir se o mel é falsificado

+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"

+ MG: Pastor é preso por crime sexual e alega que caiu em tentação

+ App permite testar melhor design de sobrancelhas para você

+ Microsoft Edge recebe nova funcionalidade para aumentar velocidade de carregamento

+ Teve o auxílio emergencial negado? Siga 3 passos para contestar no Dataprev

+ Caixa substitui pausa no financiamento imobiliário por desconto de até 50% na parcela

+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel

+Vídeo mostra puma perseguindo um corredor em trilha nos EUA

+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago

+ 12 razões que podem fazer você menstruar duas vezes no mês

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?

+ Educar é mais importante do que colecionar