Comportamento

A três é demais?

Aplicativo busca pessoas interessadas em compartilhar parceiros para algo além de um relacionamento convencional

Crédito: Eli_Asenova

3nder é voltado para pessoas liberais (Crédito: Eli_Asenova)

O que já é bom pode ser aprimorado. Foi com essa ideia na cabeça que o designer búlgaro Dimo Trifonov, 26 anos, lançou o aplicativo 3nder, mais tarde rebatizado Feeld. A inspiração descarada foi o sucesso do Tinder, o popular programa de encontros para celulares criado em 2012 e que desde então tem ajudado muita gente a achar seu par — ou “match”, na expressão em inglês.

A principal diferença entre os dois é que o 3nder já nasceu bem mais ousado: seu objetivo é promover “matches grupais”. Ao se cadastrar, o usuário, que pode ser solteiro ou fazer parte de um casal, tem à disposição uma lista de 17 possibilidades de preferências sexuais.

“As pessoas que se cadastram nesse tipo de aplicativo são mais liberais, estão ali em busca de sexo mesmo, mas pode ou não rolar”, afirma Beto, 43 anos, solteiro e disposto a realizar diversas fantasias sexuais. Ele diz já ter saído com duas mulheres e também chegou a marcar um encontro com um casal que conheceu na rede, mas o sexo a três não rolou porque o marido desistiu na hora H. “Como no mundo real, os homens são mais reticentes na hora de levar outro homem para a cama, preferem que seja com outra mulher. O ciúme é maior que qualquer fantasia.”

OUSADIA Trifonov, criador do apilcativo e seu público: para pessoas mais liberais

Swing

Disponível nas lojas Google Play e App Store, o Feeld não é o único aplicativo direcionado a pessoas interessadas em sexo pouco convencional. Hoje em dia há diversos outros facilitadores do swing como o 3S (sigla para a expressão em inglês “threesome”) e o brasileiro Pitanga Club. Em comum, todos visam o sexo casual — seja para apimentar uma relação estável, realizar uma fantasia ou buscar parceiros dispostos a compartilhar tudo.